NÃO À CULTURA DO ESTUPRO

Estou há dias querendo escrever sobre esse estupro coletivo da moça no Rio, mas ainda estou com tanta coisa engasgada que só consegui chegar até aqui, me falta ainda muito o que cuspir. Tudo isso é tão errado, tudo tão brutal, animalesco, tão sem sentido lógico ao ser humano que dizemos evoluído, mas que pelo visto ainda não saiu da Idade Média!

Seja no Brasil, seja em qualquer parte do mundo desenvolvido ou subdesenvolvido, o homem como animal não evoluiu! Podemos ter desenvolvido a filosofia, a sociologia, temos evolução tecnológica, mas o animal é o mesmo primata de sempre.

Agora falamos no estupro desta moça, mas não esqueçamos do número de casos de estupro que chegaram a nós da Índia! E o Boko Haram com quase 250 meninas sequestradas há mais de dois anos? E as mutilações em vários países mulçumanos?

Culturas muito subdesenvolvidas para compararmos? Então lembremos do austríaco que prendeu a filha em cativeiro por 24 anos e teve 7 filhos com ela? O americano que manteve 3 meninas em cativeiro por 11 anos? O casal de Cleveland que manteve uma menina em cativeiro sendo abusada pelo marido e alimentada pela esposa dele por 18 anos?

Eu, mulher, 49 anos, posso dizer que não conheço nem uma mulher que não tenha sido assediada. E não falo de cantadas baratas nas ruas, falo de situações de perigo eminente, seja na rua, na escola, no trabalho, em casa. Situações constrangedoras em que tivemos que dar um “chega prá lá” ou pedir ajuda a alguém porque o homem segue se valendo da sua superioridade de força física.

E não posso contar nos dedos das mãos o número de mulheres que conheço em que as coisas chegaram às vias de fato, em que o estupro foi consumado.

E essas mulheres estão por aqui, convivendo com a gente em nosso dia-a-dia e mal sabemos o que passaram, ou passam. Algumas conseguem superar a violência e a humilhação com a ajuda de profissionais, ou com a crença em suas religiões, ou com o apoio de amigos e familiares. A maioria segue calada, guardam sua dor, sua vergonha, seu trauma que são refletidos em insônias, pesadelos, problemas de relacionamento, disfunção sexual, e o pior de todos, culpa, já que por mais incrível que pareça, ter um buraco entre as pernas é motivo suficiente para algumas pessoas culparem a mulher do seu próprio estupro!

Agora falamos do estupro dessa moça, como falamos quando soubemos da moça que morreu na Índia, mas você acha que isso vai mudar assim tão facilmente? Por mais que façamos campanhas, manifestações, etc.? Você acha que nossas vozes vão chegar lá nos confins do país ou onde ainda há famílias paupérrimas vendendo suas filhas ainda virgens como meio de subsistência? Quando patrões vão deixar de “visitar” o quarto das empregadas domésticas? Quando vão tirar as menores das zonas de meretrício? Quando vai acabar essa cultura do cabaço?

Não é não. Mesmo que quem o diga seja uma prostituta, ainda assim, é NÃO!

TERROR, NO MUNDO E EM CASA

#JeSuisParis… Pena que não é por sua beleza, por sua cultura, por sua arte, por sua culinária, por seu turismo, por sua história. O mundo chora pela França, assim como chorou pelos EUA em 2001, e por tantos outros países e povos por tanto tempo.france

Nas últimas décadas a maior desculpa é sempre o islamismo, mas há outras, infelizmente.

Talvez tenha gente que ache que eu não deva me preocupar tanto com o resto do mundo quando dentro do nosso próprio país morrem mais pessoas por dia que morriam durante a guerra no Iraque. Tragédias ambientais estão destruindo nossa própria terra.

Mas uma coisa não substitui ou desvalida a outra. Agora mesmo a pauta é o terrorismo, daqui a pouco entro no âmbito nacional.

Se fizermos uma breve pesquisa na Internet, vamos encontrar vários ataques terroristas só no ano de 2015 – só na França foram 5 ou 6 desde o começo do ano. Entre os que “mereceram” sair no noticiário internacional, encontrei 32 deles em poucos minutos, isso sem contar as decapitações e os fuzilamentos realizados pelo Estado Islâmico. Aqui tem um link para eles: ATENTADOS.

Aí voltamos para “casa” e vemos horrores por aqui. Uns sendo encarados já como comuns à vida dos brasileiros: descasos, roubos, assassinatos, tráfico, arrastões, impostos, corrupcão. Notícias que inundam nossos jornais diariamente e que se apertarmos muito as folhas deles, deve pingar sangue!

Politicamente o país está um caos. Financeiramente, uma tragédia. Jurídicamente nem se fala! E por causa de tudo isso, pela falta de seriedade de nossas autoridades, pela corrupção das instituições que deveriam proteger nosso país e a nós, seu povo, mais e mais tragédias acontecem.

Acredito que o maior problema é mesmo a corrupção e a ganância que levam que nosso país sofra. Desde o desmatamento ilegal e descontrolado da Amazônia, à contaminação dos rios e praias, Petrolão, escândalos políticos, enriquecimento e ostentação em geral. Olho grande, barriga pequena. Não foi sempre assim no Terceiro Mundo?

Agora mesmo Minas Gerais sofre o maior desastre ambiental de sua história. Não é o único, apenas é tão grande que não pode ser encoberto: o ddesastreesastre da barragem da empresa Samarco Mineração de propriedade da Vale e da BHP Billiton. A Samarco sempre foi uma empresa comprometida com seus funcionários e os terceirizados, com suas comunidades, com o meio ambiente. E de repente, vemos esta empresa que antes servia como exemplo de mineração feita com consciência, virar manchete por um desastre que leva a crer, infelizmente, que um crescimento muito grande em pouco tempo a levou a “despreocupar” com seu bem mais importante: funcionários, comunidades e meio-ambiente.

Sempre soube que esta empresa é séria e responsável e acredito que desta vez não tentará fugir de todas as suas responsabilidades nesta tragédia. Se não agir desta forma será a minha maior decepção com uma empresa privada que eu acredito conhecer profundamente.

Mas os anos passaram. A empresa quadruplicou. O que será que ainda mantém dos seus estatutos iniciais, dos seus primórdios?

E para completar, vem o governo tirar proveito da desgraça do seu próprio povo. Dilma NÃO visitou o epicentro desta tragédia, Mariana, MG. Mas sim Governador Valadares porque a prefeita é do PT. E bem sabemos que as multas e o dinheiro apreendido da empresa pelo governo não vai chegar a quem precisa, as vítimas.

Esperança? Ainda é uma palavra que faz parte do meu vocabulário em relação a este país e ao mundo, mas cada vez ela fica mais próxima da palavra decepção.

ABSURDO AO QUADRADO X 1000

Bom, agora estão querendo passar um projeto de lei em que fica proibido a qualquer pessoa falar mal ou criticar políticos nas redes sociais, blogs, etc., prevendo punição de até 6 anos em regime de reclusão, assim como querem eliminar o Marco Civil, a lei que garante o direito de expressão aos internautas.

Com o novo projeto de lei, não apenas se instauraria uma ditadura no que podemos ou não escrever ou falar, mas também consta que qualquer autoridade poderia requisitar TODA nossa comunicação via internet – WhatsApp, Messenger, mensagens de celular, além das redes sociais como Facebook, Twitter, etc. – SEM A NECESSIDADE DE UM MANDATO DE BUSCA.

Alô, Brasil, querem voltar à ditadura!! Não é militar! É pior! Daqui a pouco só vamos poder passar as férias na Venezuela ou na Coréia… do Norte!!!!!

Talvez esta seja a última vez que eu possa escrever sobre política… 😳

Well, now Dilma’s government is trying to pass a Bill forbidding anyone to criticize politicians on social networks, blogs, etc., providing as punishment up to 6 years in confinement. As well they plan to eliminate the landmark law that guarantees the right of freedom of expression to Internet users.

With the new Bill, we would have patterns of dictatorship in what we can and can’t write or speak, but also it says that ANY authority could order ALL our internet communications – WhatsApp, Messenger, mobile messages, in addition to social networks like Facebook, Twitter, etc. – without the need of a WARRANT.

Hello, Brazil, they want to go back to the dictatorship era! Not a military one, but worse! Soon they will only allow us to spend our vacations in Venezuela or in North Korea!!

Maybe this is the last time I write about politics! 😳

ABSURDO!!

Dólar atingiu a marca recorde desde o início do Plano Real:

dolar

E isso que a desgramenta* da presidente foi Ministra da Economia e se diz economista – o que é uma mentira já que ela NÃO se formou!

*desgraçada, horrorosa, nojenta, hipócrita, mentirosa, e por aí vai!

Dollar reached record mark in Brazil in the last 21 years, when Real was introduced as a new currency by the former President Fernando Henrique Cardoso, the Real plan’s political architect. At that time he was the Finance Minister, and was elected President 3 months later.*

And this with the actual President, Dilma Rousseff, that was the Finance Minister during President Lula government, and pretend to be an Economist – yeah, she lies about her graduation in Economy Sciences, something that never happened. 

Brazil is a mess! A huge horrible mess! We’re having the worst economic crisis since the Crack of 1929. The violence is totally out of control. The misery is growing. EVERYTHING SUCKS! And all is because of 3 terms of the Workers Party in the government. They became rich, they stole everything from health, education, destroyed Petrobras, made absurd deals with Venezuela, Argentina, Bolivia. ARGH! I don’t even know how to start explaining what they did to this country. 

It’s a shame! A huge disgusting shame!

*More info at “The Real Plan

JE SUIS MIGRANT

Eu não consigo passar incólume pelas tragédias do mundo. Nunca consegui. Eu não tenho estrutura psicológica para ver a fome, a dor, a miséria alheia sem que me afetem de forma praticamente pessoal. Choro, perco o sono, me estresso, tento imaginar soluções. Talvez eu seja muito passional, viva tudo muito a flor da pele. Mas não sei viver sem me preocupar pelo todo, pelo conjunto. Definitivamente eu não sei ser feliz sozinha! Posso ficar muito feliz por algo bom que aconteça a outras pessoas, mas não consigo ficar inteiramente feliz por algo de bom que aconteça só a mim.

image

Quando saí do Brasil pela primeira vez, me vi conscientemente aliviada ao não ver mendigos e crianças nas ruas pedindo esmola. Mas depois sofri morando na Espanha na época da guerra da separação da Yugoslavia. Participei do grupo da Cruz Vermelha fazendo triagem pra ver para onde seriam enviados os refugiados – a Espanha foi dos países que mais recebeu imigrantes da Yugoslavia.

Me lembro ainda antes, ainda criança, de chorar à noite quando vi as atrocidades de Idi Amin Dada – acho que foi a primeira vez que tive consciência do que é a maldade em massa. Sofro com as atrocidades de Mugabe no Zimbabwe. Tenho pesadelos com o Boko Haram. Ruanda. A exterminação de indígenas. O Apartheid. Faixa de Gaza. As milícias. Jalisco. As guerras e genocídios com desculpas religiosas. O sequestro de mais de 200 meninas estudantes para ser escravas sexuais. Os traficantes com suas leis de superioridade. Malala. Betty Mahmoody. Ayaan Hirsi Ali. Tibetanos massacrados por chineses. Os curdos por Saddam Hussein. Al Qaeda. Timor Leste. Biko. Camboja. Maagreb. Haiti. Líbia. Eritreia.

Hoje, vejo os refugiados andando quilômetros com apenas uma mochila ou um saco de dormir. Gente com cara de pobre, de rico. Gente bem ou mal vestida. Gente igual a nós. Pessoas que tinham uma vida normal, digna, tendo que deixar tudo para trás para simplesmente sobreviver dos horrores de grupos terroristas assassinos cruéis como o Estado Islâmico. E sempre alguém usando os livros sagrados, Al Quoran, Bíblia, ou o que seja, como justificativa para seus atos cruéis!

Anteontem eu vi um menino deitado na beira da praia. Parecia sereno. Parecia que dormia. Nos braços do guarda, sem ler a legenda, ainda parecia um menino dormindo.

Ele estava morto. Náufrago de um dos tantos barcos que tentam cruzar o Mediterrâneo e o Adriático em busca de uma oportunidade de vida, só vida, sem importar muito a qualidade. Ele, com seus pais e irmão, tentavam fugir da morte pelas mãos de bárbaros genocidas e caíram no colo da morte de um mundo que lhes negou a esperança.

Ele está morto. Ele está morto. Ele está morto! E não há nada que a gente possa fazer para ignorar ou apagar aquela imagem das nossas mentes.

Então eu choro…

BARACK OBAMA

This week my President bombed! I’m so proud of everything he conquered!

This morning the US Supreme Court has ruled that same-sex marriage is a legal right across the United States – “When all Americans are treated as equal, we are all more free ” – Barack Obama. Same sex marriage is a CONSTITUTIONAL right!

In the evening he delivered one of the most beautiful eulogy of the American history at Charleston shooting funeral of Rev. Clementa Pinckney.

ECONOMIA & POLÍTICA BRASILEIRA

Não aguento ver programas de tragédias ou sobre terror na TV, me deprime muito! Por isso quando começa “Conta Corrente”, “Economia e Negócios”, “Painel”, “Fatos e Versões”, “O Povo Economia”, eu mudo logo de canal e vou assistir algo sobre serial killers ou filmes tipo “O Exorcista” ou “O Iluminado”, algum desses programas lights e relaxantes!

Viva Ogum – Salve Jorge – Feliç Diada – Happy Saint George’s Day

Els meus amics Catalans, espero que tenia una Feliç Diada i han intercanviat moltes roses i llibres! image

To my English friends, i hope you had beautiful celebrations for St. George’s Day.

image

E aqui para o Brasil, deixo a Oração de Jorge, que é um dos textos mais lindos como oração:

Deus adiante paz e guia
Encomendo-me a Deus e a virgem Maria minha mãe ..
Os doze apóstolos meus irmãos
Andarei neste dia nesta noite
Com meu corpo cercado vigiado e protegido
Pelas as armas de são Jorge
São Jorge sentou praça na cavalaria
Eu estou feliz porque eu também sou da sua companhia
Eu estou vestido com as roupas e as armas de Jorge
Para que meus inimigos tendo pés não me alcancem
Tendo mãos não me peguem não me toquem
Tendo olhos não me enxerguem
E nem em pensamento eles possam ter para me fazerem mal
Armas de fogo o meu corpo não alcançará
Facas e lanças se quebrem sem o meu corpo tocar
Cordas e correntes se arrebentem sem o meu corpo amarrar
Pois eu estou vestido com as roupas e as armas de Jorge

Jorge é da Capadócia.
Salve Jorge!

TUDO IGUAL MAS MUDADO

Nossa, achava que ano passado eu ía conseguir atualizar o blog com uma certa constância, dar um up nisto aqui, mas quando???? Um ou outro postzinho aqui e alí, e pronto, desde julho que não escrevi mais nada! E tantas coisas aconteceram!!!

Enfim, pouco a pouco atualizo a vida. Agora ao que importa:

08

Decidi mudar tudo e estou fazendo curso de joalheria. Não é design, é fazer as peças mesmo, mão na massa, poeira no rosto, dedos sujos e machucados, mas um prazer inacreditável!

Até agora só tive as aulas básicas, para aprender a mexer nas ferramentas, entender o processo, etc. Mas semana que vem farei meu primeiro anel de prata de criação própria e de scratch, ou seja, do zero mesmo.

00

 

Aqui é o primeiro exercício para aprender a usar as limas e preparar extremidades para poder fazer soldas perfeitas, que não se notem. Aí já surgiu a primeira bolha e aprendi que uma das ferramentas imprescindíveis na caixa de ferramentas, é um bom rolo de esparadrapos!

 

02Depois de feito de forma razoável, ainda falta muita prática, ficou a marca: a primeira bolha a gente nunca esquece! E essas unhas longas, já na segunda aula começaram a quebrar, cortar, serem limadas!

 

101

 

Ainda trabalhando apenas em latão, para não desperdiçar material caro, fiz minha primeira aliança. Aqui ainda bruta (que achei muito mais linda do que o trabalho final!). Mas olha, soldar não é fácil não! Primeiro a solda não pegava, depois começava a martelar o anel e a solda abria. Um sufoco! Mas acabou dando certinho! Depois desta etapa, vem a parte de limar e dar forma arredondada na aliança – já que este era um exercício para aliança tradicional abaulada.

 

Aí ficou prontinha para o polimento final. Lixada e limada por dentro e por fora. Mas como para mim é um estilo muito caretinha, eu queria inventar algo para que eu possa usar minha primeira aliança.

14

Acabei inventando e montando (colando) a aliança em um anel de coco. Que tal?

13

15 COISAS QUE VOCÊ NÃO DEVE A NINGUÉM EMBORA VOCÊ ACHE QUE DEVE

1. Você não deve qualquer explicação para sua situação de vida.
2. Você não deve qualquer explicação para as suas prioridades de vida.
3. Você não deve qualquer pedido de desculpas, se você não está arrependido.
4. Você não deve explicação a ninguém pelo tempo que passa sozinho.
5. Você não deve a ninguém explicações sobre suas crenças pessoais.
6. Você não deve a ninguém um sim a tudo o que dizem.
7. Você não deve qualquer explicação sobre a sua aparência física.
8. Você não deve qualquer explicação para as suas preferências alimentares.
9. Você não deve qualquer explicação para a sua vida sexual.
10. Você não deve qualquer explicação para a sua carreira ou opções de vida pessoal.
11. Você não deve qualquer explicação sobre as suas opiniões políticas ou religiosas.
12. Você não deve explicação a ninguém para ser único.
13. Você não deve ir a um encontro só porque a outra pessoa quer.
14. Você não deve qualquer explicação para a sua decisão sobre o casamento.
15. Você não deve qualquer explicação para as suas escolhas de relacionamento.

(Fonte: http://www.contioutra.com/15-coisas-que-voce-nao-deve-ninguem-embora-voce-ache-que-deve/)