Archive for Ô, coisa!!

A UNIÃO FAZ A FORÇA!

Estou absolutamente de saco cheio desse papo de coxinha contra mortadela!

Enquanto as pessoas defendem com unhas e dentes seus políticos favoritos, não veem que estão sendo sugados por políticos e executivos inescrupulosos, imorais, salafrários!

Que como os morcegos vampiros, têm anestésicos na saliva para que suas vítimas não sintamos que estamos sendo sugados, mas depois nos deixam bactérias e vírus que vão nos matando lentamente!

E basta de ser cego porque não pode dar o braço a torcer e abrir mão do seu político de estimação!

Existem provas e fatos contra todos, T-O-D-O-S!

Lula, Temer, Dilma, Cunha, Dirceu, M. Odebrecht, E. Odebrecht, Wesley e Joesley, Cabral, Pezão, Lewandovsky, Maia, Gleisi, e muitos etcs.!

Nós todos estamos sendo sugados, estuprados, saqueados por todos eles e seus partidos! PMDB, PSDB, PT, PCdoB, e todos os outros!

NÃO TEM POLÍTICO HONESTO NESTE PAÍS!

Devíamos nos unir pelo nosso bem, não para defender Lulas ou Aécios! Mas para defender a nós mesmos, às nossas famílias!

Quanto mais discutimos e brigamos, mais nos sugam, nos enfraquecem, nos f***m!

E nós deixamos… Cheios de ilusão, deixamos.

E sabemos que unidos poderíamos fazer muito mais. Unidos deixaríamos de ser massa para sermos pensadores, gente que acontece. Unidos seríamos mais fortes!

Vamos deixar de defender os que supostamente nos representam no governo, e fazer o que tem que ser feito!

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

YOU’RE NOT EQUAL. I’M SORRY!

Women’s March, 2017. Philadelphia, PA

You Are Not Equal. I’m Sorry.

A post is making rounds on social media, in response to the Women’s March on Saturday, January 21, 2017. It starts with “I am not a “disgrace to women” because I don’t support the women’s march. I do not feel I am a “second class citizen” because I am a woman….”

This is my response to that post.

SAY THANK YOU  

Say thank you. Say thank you to the women who gave you a voice. Say thank you to the women who were arrested and imprisoned and beaten and gassed for you to have a voice. Say thank you to the women who refused to back down, to the women who fought tirelessly to give you a voice. Say thank you to the women who put their lives on hold, who –lucky for you — did not have “better things to do” than to march and protest and rally for your voice. So you don’t feel like a “second class citizen.” So you get to feel “equal.

Thank Susan B. Anthony and Alice Paul for your right to vote.

Thank Elizabeth Stanton for your right to work.

Thank Maud Wood Park for your prenatal care and your identity outside of your husband.

Thank Rose Schneiderman for your humane working conditions.

Thank Eleanor Roosevelt and Molly Dewson for your ability to work in politics and affect policy.

Thank Margaret Sanger for your legal birth control.

Thank Carol Downer for your reproductive healthcare rights.

Thank Margaret Fuller for your equal education.

Thank Ruth Bader Ginsburg, Shannon Turner, Gloria Steinem, Zelda Kingoff Nordlinger, Rosa Parks, Angela Davis, Malika Saada Saar, Wagatwe Wanjuki, Ida B. Wells, Malala Yousafzai. Thank your mother, your grandmother, your great-grandmother who did not have half of the rights you have now.

You can make your own choices, speak and be heard, vote, work, control your body, defend yourself, defend your family, because of the women who marched. You did nothing to earn those rights. You were born into those rights. You did nothing, but you reap the benefits of women, strong women, women who fought misogyny and pushed through patriarchy and fought for you. And you sit on your pedestal, a pedestal you are fortunate enough to have, and type. A keyboard warrior. A fighter for complacency. An acceptor of what you were given. A denier of facts. Wrapped up in your delusion of equality.

You are not equal. Even if you feel like you are. You still make less than a man for doing the same work. You make less as a CEO, as an athlete, as an actress, as a doctor. You make less in government, in the tech industry, in healthcare.

You still don’t have full rights over your own body. Men are still debating over your uterus. Over your prenatal care. Over your choices.

You still have to pay taxes for your basic sanitary needs.

You still have to carry mace when walking alone at night. You still have to prove to the court why you were drunk on the night you were raped. You still have to justify your behavior when a man forces himself on you.

You still don’t have paid (or even unpaid) maternity leave. You still have to go back to work while your body is broken. While you silently suffer from postpartum depression.

You still have to fight to breastfeed in public. You still have to prove to other women it’s your right to do so. You still offend others with your breasts.

You are still objectified. You are still catcalled. You are still sexualized. You are still told you’re too skinny or you’re too fat. You’re still told you’re too old or too young. You’re applauded when you “age gracefully.” You’re still told men age “better.” You’re still told to dress like a lady. You are still judged on your outfit instead of what’s in your head. What brand bag you have still matters more than your college degree.

You are still being abused by your husband, by your boyfriend. You’re still being murdered by your partners. Being beaten by your soulmate.

You are still worse off if you are a woman of color, a gay woman, a transgender woman. You are still harassed, belittled, dehumanized.

Your daughters are still told they are beautiful before they are told they are smart. Your daughters are still told to behave even though “boys will be boys.” Your daughters are still told boys pull hair or pinch them because they like them.

You are not equal. Your daughters are not equal. You are still systemically oppressed.

Estonia allows parents to take up to three years of leave, fully paid for the first 435 days. United States has no policy requiring maternity leave.

Singapore’s women feel safe walking alone at night. American women do not.

New Zealand’s women have the smallest gender gap in wages, at 5.6%. United States’ pay gap is 20%.

Iceland has the highest number of women CEOs, at 44%. United States is at 4.0%.

The United States ranks at 45 for women’s equality. Behind Rwanda, Cuba, Philippines, Jamaica.

But I get it. You don’t want to admit it. You don’t want to be a victim. You think feminism is a dirty word. You think it’s not classy to fight for equality. You hate the word pussy. Unless of course you use it to call a man who isn’t up to your standard of manhood. You know the type of man that “allows” “his” woman to do whatever she damn well pleases. I get it. You believe feminists are emotional, irrational, unreasonable. Why aren’t women just satisfied with their lives, right? You get what you get and you don’t get upset, right?

I get it. You want to feel empowered. You don’t want to believe you’re oppressed. Because that would mean you are indeed a “second-class citizen.” You don’t want to feel like one. I get it. But don’t worry. I will walk for you. I will walk for your daughter. And your daughter’s daughter. And maybe you will still believe the world did not change. You will believe you’ve always had the rights you have today. And that’s okay. Because women who actually care and support other women don’t care what you think about them. They care about their future and the future of the women who come after them.

Open your eyes. Open them wide. Because I’m here to tell you, along with millions of other women that you are not equal. Our equality is an illusion. A feel-good sleight of hand. A trick of the mind. I’m sorry to tell you, but you are not equal. And neither are your daughters.

But don’t worry. We will walk for you. We will fight for you. We will stand up for you. And one day you will actually be equal, instead of just feeling like you are.

~ Dina Leygerman, 2017

Source: https://medium.com/@dinachka82/about-your-poem-1f26a7585a6f#.no83zx2re

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

ABSURDO AO QUADRADO X 1000

Bom, agora estão querendo passar um projeto de lei em que fica proibido a qualquer pessoa falar mal ou criticar políticos nas redes sociais, blogs, etc., prevendo punição de até 6 anos em regime de reclusão, assim como querem eliminar o Marco Civil, a lei que garante o direito de expressão aos internautas.

Com o novo projeto de lei, não apenas se instauraria uma ditadura no que podemos ou não escrever ou falar, mas também consta que qualquer autoridade poderia requisitar TODA nossa comunicação via internet – WhatsApp, Messenger, mensagens de celular, além das redes sociais como Facebook, Twitter, etc. – SEM A NECESSIDADE DE UM MANDATO DE BUSCA.

Alô, Brasil, querem voltar à ditadura!! Não é militar! É pior! Daqui a pouco só vamos poder passar as férias na Venezuela ou na Coréia… do Norte!!!!!

Talvez esta seja a última vez que eu possa escrever sobre política… 😳

Well, now Dilma’s government is trying to pass a Bill forbidding anyone to criticize politicians on social networks, blogs, etc., providing as punishment up to 6 years in confinement. As well they plan to eliminate the landmark law that guarantees the right of freedom of expression to Internet users.

With the new Bill, we would have patterns of dictatorship in what we can and can’t write or speak, but also it says that ANY authority could order ALL our internet communications – WhatsApp, Messenger, mobile messages, in addition to social networks like Facebook, Twitter, etc. – without the need of a WARRANT.

Hello, Brazil, they want to go back to the dictatorship era! Not a military one, but worse! Soon they will only allow us to spend our vacations in Venezuela or in North Korea!!

Maybe this is the last time I write about politics! 😳

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

ABSURDO!!

Dólar atingiu a marca recorde desde o início do Plano Real:

dolar

E isso que a desgramenta* da presidente foi Ministra da Economia e se diz economista – o que é uma mentira já que ela NÃO se formou!

*desgraçada, horrorosa, nojenta, hipócrita, mentirosa, e por aí vai!

Dollar reached record mark in Brazil in the last 21 years, when Real was introduced as a new currency by the former President Fernando Henrique Cardoso, the Real plan’s political architect. At that time he was the Finance Minister, and was elected President 3 months later.*

And this with the actual President, Dilma Rousseff, that was the Finance Minister during President Lula government, and pretend to be an Economist – yeah, she lies about her graduation in Economy Sciences, something that never happened. 

Brazil is a mess! A huge horrible mess! We’re having the worst economic crisis since the Crack of 1929. The violence is totally out of control. The misery is growing. EVERYTHING SUCKS! And all is because of 3 terms of the Workers Party in the government. They became rich, they stole everything from health, education, destroyed Petrobras, made absurd deals with Venezuela, Argentina, Bolivia. ARGH! I don’t even know how to start explaining what they did to this country. 

It’s a shame! A huge disgusting shame!

*More info at “The Real Plan

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

ECONOMIA & POLÍTICA BRASILEIRA

Não aguento ver programas de tragédias ou sobre terror na TV, me deprime muito! Por isso quando começa “Conta Corrente”, “Economia e Negócios”, “Painel”, “Fatos e Versões”, “O Povo Economia”, eu mudo logo de canal e vou assistir algo sobre serial killers ou filmes tipo “O Exorcista” ou “O Iluminado”, algum desses programas lights e relaxantes!

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

15 COISAS QUE VOCÊ NÃO DEVE A NINGUÉM EMBORA VOCÊ ACHE QUE DEVE

1. Você não deve qualquer explicação para sua situação de vida.
2. Você não deve qualquer explicação para as suas prioridades de vida.
3. Você não deve qualquer pedido de desculpas, se você não está arrependido.
4. Você não deve explicação a ninguém pelo tempo que passa sozinho.
5. Você não deve a ninguém explicações sobre suas crenças pessoais.
6. Você não deve a ninguém um sim a tudo o que dizem.
7. Você não deve qualquer explicação sobre a sua aparência física.
8. Você não deve qualquer explicação para as suas preferências alimentares.
9. Você não deve qualquer explicação para a sua vida sexual.
10. Você não deve qualquer explicação para a sua carreira ou opções de vida pessoal.
11. Você não deve qualquer explicação sobre as suas opiniões políticas ou religiosas.
12. Você não deve explicação a ninguém para ser único.
13. Você não deve ir a um encontro só porque a outra pessoa quer.
14. Você não deve qualquer explicação para a sua decisão sobre o casamento.
15. Você não deve qualquer explicação para as suas escolhas de relacionamento.

(Fonte: http://www.contioutra.com/15-coisas-que-voce-nao-deve-ninguem-embora-voce-ache-que-deve/)

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

QUANTAS PERDAS!

Puxa, mais uma perda querida neste final de julho…

Ariano-Suassuna

Morreu hoje o dramaturgo, romancista e poeta paraibano, ocupante da cadeira 32 da Academia Brasileira de Letras (patrono: Barão de Santo Ângelo), ARIANO VILAR SUASSUNA.

Suas obras mais conhecidas são “AUTO DA COMPADECIDA” e “A PEDRA DO REINO”.

No dia 19/07 foi o grande escritor, psicanalista, educador e teólogo RUBEM ALVES.

Rubem Alves

Termino com um poema de outro membro da ABL que também faleceu este mês, IVAN JUNQUEIRA (03/09/1934-03/07/2014), ensaísta, jornalista, tradutor, poeta e crítico literário.

TRISTEZA

Esta noite eu durmo de tristeza.

(O sono que eu tinha morreu ontem

queimado pelo fogo de meu bem.)

O que há em mim é só tristeza,

uma tristeza úmida, que se infiltra

pelas paredes de meu corpo

e depois fica pingando devagar

como lágrima de olho escondido.

 

(Ali, no canto apagado da sala,

meu sorriso é apenas um brinquedo

que a mãozinha da criança quebrou.)

 

E o resto é mesmo tristeza.

Ivan Junqueira – “Os Mortos”

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

“EM ACABAMENTO É NORMAL”

A tragédia era anunciada. Só não sabíamos quando nem exatamente em qual das tantas obras. Para a Copa, ou com a desculpa da Copa, ou pelo motivo que for, temos um número absurdo de obras simultâneas no Brasil.

Brasil padrão FIFA…

Mas praticamente nada ficou pronto a tempo. E o que parece pronto está maquiado, ou seu acesso incompleto, ou improvisado, ou o caramba a quatro. Mas parece pronto para quem está de fora que não sabem que tudo é mais bem um grande cenário de circo.

E bem imaginamos que nenhuma dessas obras ficou dentro do orçamento, apesar de já superfaturados de origem. Também imaginamos que tenha havido desvio de verbas já que está já é uma prática quase “normal”. Fator Brasil, sabe como é, né?!

Nada, feito às pressas, dá certo, só filho! E como se fosse para fazer filho arregaçaram as pernas do país inteiro à irresponsáveis no poder que querem mostrar que são melhores que os anteriores às custas do suor e sangue do seu próprio povo. Enquanto assistem ao espetáculo de camarote tomando pinga com champagne e achando que só dois mortos é situação contornável.

Não vou deixar de torcer pelo Brasil nesta Copa, ou em qualquer outra Copa ou situação. Eu sempre torço pelo Brasil por amar nosso país e nosso povo! Eu tenho orgulho sim de ser brasileira, de minha pátria amada. Me envergonho de quem nos governa. Pessoas e partidos fétidos, nefastos.

Hoje não sei o que se espelha no futuro desta terra já não impávida. Não sei o que pode ser conquistado nem com braços fortes. Não sei onde encontrar esperança… E o único brado que retumba é o som do luto, das vidas arrancadas, da porra do viaduto despencando!

Márcio Lacerda, em nenhum momento isso é NORMAL! Nada disso é normal! Viadutos não caem simplesmente. Operários não despencam de construções. Carros não são esmagados. Acidentes NÃO acontecem assim, por nada. Existe sempre uma causa, e neste caso, algúm culpado!

E eu espero que ao menos hoje sua consciência e de TODOS envolvidos nesse desastre, pese, pese muito. E desejo que vocês e todos os políticos que estão destruindo nossa pátria amada idolatrada, nunca mais tenham uma noite de sono calma. Que as vidas perdidas hoje e em todas as sacanagens que vocês já fizeram, os assombre eternamente!

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

SALVE-SE QUEM PUDER!

Brasil-bonfim

É, fomos prá rua, acordamos o gigante, mas foi absolutamente em vão. Voltamos a nos recolher à nossa insignificância e a nos submeter aos horrores que o governo nos obriga. E viva Cuba? Viva Chavez? ¡Pués claro! A ilusão se mantém com mais médicos, mais estádios, bolsas para isso e aquilo… Ir para a rua? Vamos sim! Vamos à rua comprar o PS4 que combina com o 4 seguido de zeros, pois afinal, jogar GTA5 é mais divertido!

Rio, vamos passear no helicóptero do governador? Ou a gente vai ali dar uma nadadinha no Irajá e afins? Levantamos o acampamento da Delfim Moreira para dar um pulinho na Região dos Lagos ou escorregar na lama da serra?

Espírito Santo está vendendo submarino em lojas de carro!

Lá vai o Rio São Francisco passando suas águas pelas terras de gente moribunda de sede que espera pela irrigação prometida e nunca cumprida. Até mesmo começada, mas então abandonada, dinheiro embolsado, pobre que morra de fome!

Norte, só falam de você quando tem tragédia para anunciar. Ou escândalos que viram piadas por mais absurdos que possam ser. Vocês – Manaus, Belém, Porto Velho, etc. – estão juntos com Natal, Aracajú, Teresina, entre outros: só queremos saber quando interessa!

Sul, se não é da sua produção, vamos espalhar suas tragédias, afinal, parece que ser louro imacula, ou não!

E a segurança? Qual? A minha, a sua, a do país inteiro que tem que blindar os carros, blindar a casa, vedar os olhos, fingir que está tudo bem porque não tem onde reclamar. Reclamar prá quê? Prá quem reclamar? E vamos vivendo com medo de sair de casa, de ficar em casa, de andar na rua, de parar no sinal, de ir de ônibus, de taxi, ou a pé!

Você ajuda alguma instituição? Faz doações? Dá roupa, abrigo ou comida prá quem não tem? Se você tem, por quê não dá? Por que você tem pouco e vive apertado, e sua cada centavo que ganha? Ou você já caiu na auto-tortura de se envergonhar porque tem e pode? Ser rico virou crime e a responsabilidade social do governo é repassada ao cidadão, trabalhador, honesto. Daqui a pouco vamos ter o imposto de apoio ao pobre para isentar o governo de suas obrigações com a sociedade, como se já não pagássemos por tudo isso!

E vamos lá! É Brasiiiiiilll! Vem Copa e nos afundamos cada vez mais! Brasil em frangalhos a nível FIFA, oi?!? E eles, eles lá, se esbanjando!

Como assim eles quem?? Ora, eles, lá de cima, do governo, dos governos! Aqueles que vão comemorar o Réveillon tomando champanhe Crystal, tomando porres, engolindo caviar enquanto desfrutam de seus banquetes que custam mais do que você ganha por ano e se precisar vão tomar uma aspirininha para a ressaca ali no Sírio Libanês enquanto você espera DOIS ANOS por uma consulta no SUS.

Paparapaparapapara clack bum, lá vem o Brasil descendo a ladeira!

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

DIÁRIO DE UMA NÃO-TORCEDORA

Nunca fui fanática por nenhum esporte. Na verdade, acho que nunca fui fanática por nada! Talvez por isso eu não consiga entender e tenha tanta birra com torcidas, seja do que for! Sim, tem times que gosto. Mas não sofro por eles, não grito por eles. Curto, fico feliz se ganham, digo um “que pena” quando perdem, mas fica só nisso mesmo.

Morar em uma cidade onde tem apenas 2 times fortes no país do futebol acaba sendo difícil quando esses times estão jogando. Belo Horizonte, Cruzeiro e Atlético. A rinha é tão grande que as vezes nem sei se comemoram mais quando o próprio time faz gol ou quando o outro leva! É foguetório, gritos, buzinaços, que vão pela noite afora, impedindo o sono, nos fazendo saltar de susto, deixando bebês, idosos e animais histéricos, e eu, de saco cheio!

E fanáticos parece que não pensam! Quando o adversário está por cima, criticam dizendo que nem sabem ficar por cima. Buscam títulos passados e ficam comparando, competindo, brigando. Quando o adversário está por baixo, enchem o saco querendo humilhar. Buscam títulos passados e ficam comparando, competindo. O mesmo blá, blá, blá!

Barulho2

O importante é brigar, é sacanear o outro, é se dizer melhor. Seja o time que for, tem sempre seu rival mor. E é sempre a mesma coisa seja aqui, em qualquer outro lugar do Brasil ou do mundo! E essa rinha muitas vezes deixa saldos terríveis com quebra-quebras, bulling e contato físico que muitas vezes levou até a morte tanto de culpados quanto de inocentes.

Fanatismo… E eu de saco cheio! Com licença, acaba de acabar um jogo do Cruzeiro, deixa eu ir alí pegar um fone de ouvido!

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page