Archive for Ô, coisa!!

“EM ACABAMENTO É NORMAL”

A tragédia era anunciada. Só não sabíamos quando nem exatamente em qual das tantas obras. Para a Copa, ou com a desculpa da Copa, ou pelo motivo que for, temos um número absurdo de obras simultâneas no Brasil.

Brasil padrão FIFA…

Mas praticamente nada ficou pronto a tempo. E o que parece pronto está maquiado, ou seu acesso incompleto, ou improvisado, ou o caramba a quatro. Mas parece pronto para quem está de fora que não sabem que tudo é mais bem um grande cenário de circo.

E bem imaginamos que nenhuma dessas obras ficou dentro do orçamento, apesar de já superfaturados de origem. Também imaginamos que tenha havido desvio de verbas já que está já é uma prática quase “normal”. Fator Brasil, sabe como é, né?!

Nada, feito às pressas, dá certo, só filho! E como se fosse para fazer filho arregaçaram as pernas do país inteiro à irresponsáveis no poder que querem mostrar que são melhores que os anteriores às custas do suor e sangue do seu próprio povo. Enquanto assistem ao espetáculo de camarote tomando pinga com champagne e achando que só dois mortos é situação contornável.

Não vou deixar de torcer pelo Brasil nesta Copa, ou em qualquer outra Copa ou situação. Eu sempre torço pelo Brasil por amar nosso país e nosso povo! Eu tenho orgulho sim de ser brasileira, de minha pátria amada. Me envergonho de quem nos governa. Pessoas e partidos fétidos, nefastos.

Hoje não sei o que se espelha no futuro desta terra já não impávida. Não sei o que pode ser conquistado nem com braços fortes. Não sei onde encontrar esperança… E o único brado que retumba é o som do luto, das vidas arrancadas, da porra do viaduto despencando!

Márcio Lacerda, em nenhum momento isso é NORMAL! Nada disso é normal! Viadutos não caem simplesmente. Operários não despencam de construções. Carros não são esmagados. Acidentes NÃO acontecem assim, por nada. Existe sempre uma causa, e neste caso, algúm culpado!

E eu espero que ao menos hoje sua consciência e de TODOS envolvidos nesse desastre, pese, pese muito. E desejo que vocês e todos os políticos que estão destruindo nossa pátria amada idolatrada, nunca mais tenham uma noite de sono calma. Que as vidas perdidas hoje e em todas as sacanagens que vocês já fizeram, os assombre eternamente!

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

SALVE-SE QUEM PUDER!

Brasil-bonfim

É, fomos prá rua, acordamos o gigante, mas foi absolutamente em vão. Voltamos a nos recolher à nossa insignificância e a nos submeter aos horrores que o governo nos obriga. E viva Cuba? Viva Chavez? ¡Pués claro! A ilusão se mantém com mais médicos, mais estádios, bolsas para isso e aquilo… Ir para a rua? Vamos sim! Vamos à rua comprar o PS4 que combina com o 4 seguido de zeros, pois afinal, jogar GTA5 é mais divertido!

Rio, vamos passear no helicóptero do governador? Ou a gente vai ali dar uma nadadinha no Irajá e afins? Levantamos o acampamento da Delfim Moreira para dar um pulinho na Região dos Lagos ou escorregar na lama da serra?

Espírito Santo está vendendo submarino em lojas de carro!

Lá vai o Rio São Francisco passando suas águas pelas terras de gente moribunda de sede que espera pela irrigação prometida e nunca cumprida. Até mesmo começada, mas então abandonada, dinheiro embolsado, pobre que morra de fome!

Norte, só falam de você quando tem tragédia para anunciar. Ou escândalos que viram piadas por mais absurdos que possam ser. Vocês – Manaus, Belém, Porto Velho, etc. – estão juntos com Natal, Aracajú, Teresina, entre outros: só queremos saber quando interessa!

Sul, se não é da sua produção, vamos espalhar suas tragédias, afinal, parece que ser louro imacula, ou não!

E a segurança? Qual? A minha, a sua, a do país inteiro que tem que blindar os carros, blindar a casa, vedar os olhos, fingir que está tudo bem porque não tem onde reclamar. Reclamar prá quê? Prá quem reclamar? E vamos vivendo com medo de sair de casa, de ficar em casa, de andar na rua, de parar no sinal, de ir de ônibus, de taxi, ou a pé!

Você ajuda alguma instituição? Faz doações? Dá roupa, abrigo ou comida prá quem não tem? Se você tem, por quê não dá? Por que você tem pouco e vive apertado, e sua cada centavo que ganha? Ou você já caiu na auto-tortura de se envergonhar porque tem e pode? Ser rico virou crime e a responsabilidade social do governo é repassada ao cidadão, trabalhador, honesto. Daqui a pouco vamos ter o imposto de apoio ao pobre para isentar o governo de suas obrigações com a sociedade, como se já não pagássemos por tudo isso!

E vamos lá! É Brasiiiiiilll! Vem Copa e nos afundamos cada vez mais! Brasil em frangalhos a nível FIFA, oi?!? E eles, eles lá, se esbanjando!

Como assim eles quem?? Ora, eles, lá de cima, do governo, dos governos! Aqueles que vão comemorar o Réveillon tomando champanhe Crystal, tomando porres, engolindo caviar enquanto desfrutam de seus banquetes que custam mais do que você ganha por ano e se precisar vão tomar uma aspirininha para a ressaca ali no Sírio Libanês enquanto você espera DOIS ANOS por uma consulta no SUS.

Paparapaparapapara clack bum, lá vem o Brasil descendo a ladeira!

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

DIÁRIO DE UMA NÃO-TORCEDORA

Nunca fui fanática por nenhum esporte. Na verdade, acho que nunca fui fanática por nada! Talvez por isso eu não consiga entender e tenha tanta birra com torcidas, seja do que for! Sim, tem times que gosto. Mas não sofro por eles, não grito por eles. Curto, fico feliz se ganham, digo um “que pena” quando perdem, mas fica só nisso mesmo.

Morar em uma cidade onde tem apenas 2 times fortes no país do futebol acaba sendo difícil quando esses times estão jogando. Belo Horizonte, Cruzeiro e Atlético. A rinha é tão grande que as vezes nem sei se comemoram mais quando o próprio time faz gol ou quando o outro leva! É foguetório, gritos, buzinaços, que vão pela noite afora, impedindo o sono, nos fazendo saltar de susto, deixando bebês, idosos e animais histéricos, e eu, de saco cheio!

E fanáticos parece que não pensam! Quando o adversário está por cima, criticam dizendo que nem sabem ficar por cima. Buscam títulos passados e ficam comparando, competindo, brigando. Quando o adversário está por baixo, enchem o saco querendo humilhar. Buscam títulos passados e ficam comparando, competindo. O mesmo blá, blá, blá!

Barulho2

O importante é brigar, é sacanear o outro, é se dizer melhor. Seja o time que for, tem sempre seu rival mor. E é sempre a mesma coisa seja aqui, em qualquer outro lugar do Brasil ou do mundo! E essa rinha muitas vezes deixa saldos terríveis com quebra-quebras, bulling e contato físico que muitas vezes levou até a morte tanto de culpados quanto de inocentes.

Fanatismo… E eu de saco cheio! Com licença, acaba de acabar um jogo do Cruzeiro, deixa eu ir alí pegar um fone de ouvido!

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

DURO DE ENGOLIR!

Continuo não entendendo como que Chico Buarque, Caetano e Gil possam estar de acordo com alguém como Bolsonaro!

Censura, galera? Sério mesmo? Justo vocês que tanto lutaram contra isso!!

image

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

BEAGLES E A CIÊNCIA

Animais de Laboratório

Sim, como animais. Carne vermelha, aves, peixes, frutos do mar e porco. Não como carneiro e bode porque não gosto. Não como coelho porque também não comeria cachorro ou gato. Não como caça porque acredito que evoluímos e se tem carne para comprar no supermercado, é desnecessário matar animais selvagens.

Sim, adoro animais! Todos eles! De hipopótamos a morcegos. De cães a cobras. Uns mais, outros não tanto… Tive cães, ratos, coelhos, cobra, entre tantos mais. Sou louca por cães, todas as raças, qualquer raça! Acho que cachorro é o companheiro mor de qualquer ser humano e só não estão ao lado do amo quando não deixam.

Sim, sou pró-ciência. Na verdade tenho 100% da minha fé na ciência, já que questiono todos os outros tipos de fé. Sou agnóstica porque me acho insignificante demais para decidir algo que é tão grandioso para a humanidade. E já que somos seres mutantes e ainda não temos respostas para muitas questões, prefiro ainda seguir explorando este lado. Mas não questiono a pesquisa científica.

E sim, sou sobrevivente de câncer de mama, perdi familiares muito próximos para outros tipos de câncer, e no momento atual algumas das pessoas que mais amo estão lutando contra esta doença. Também tenho em minha vida alguém que sobreviveu a uma tragédia por causa da descoberta de novos medicamentos. O que, provavelmente, em algum ponto da história aconteceu com alguém em toda e cada família do universo.

Enfim, por tudo isso que eu apoio 100% o resgate dos animais do tal Instituto Royal. Não me importa se são cães de raça ou não. Se são animais fofos ou feios. Se são ratos, coelhos, cobras ou baratas!

Por um tempo fiz estágio em um laboratório militar clínico-patológico e de pesquisa nos EUA. Cheguei a entrar em um laboratório nível 4, ou seja, daqueles que temos que utilizar respiradores especiais e trajes semi-espaciais. Pior que isso, só os de nível 5 onde estão guardadas e são estudadas as cepas de vírus, bactérias e fungos letais, como ébola, por exemplo. Após o ataque de 11 de Setembro de 2001, por causa da ameaça constante e o medo eminente de um ataque terrorista, fui treinada pelo governo da California em conjunto com o grupo hospitalar que eu trabalhava, no processo de descontaminação de vítimas e equipamento no caso de ataque químico ou biológico.

Nesta época assisti várias palestras, entre elas a do Dr. Ray Greek, MD, presidente e sócio-fundador da AFMA – Americans For Medical Advancement (http://www.afma-curedisease.org). Através de estudos embasados e consolidados, a AFMA se opõe ao uso de animais em pesquisas médico e farmacêuticas como modelos para prever a reação/resposta humana a qualquer tipo de substância ou impulso.

Seus argumentos são mais que válidos. Primeiro porque se o metabolismo humano já é diferente em sua própria espécie, também reagirá de forma diferente a qualquer outro tipo de animal na absorção, distribuição, eliminação e toxidade de toda e qualquer substância ou impulso. Isso torna questionável a eficácia dos testes realizados em animais, fazendo assim que as pesquisas médico-farmacêuticas sejam mais longas e desnecessárias. Alegam que com a tecnologia que temos atualmente, não se justifica o desperdício de tempo e dinheiro com a utilização de animais como cobaias para prever a reação de produtos nos humanos!

E segundo que não se opõem às pesquisas comparativas. Não são contra a utilização de animais em estudos quando realmente necessários. A AFMA não é uma entidade protetora de animais! É uma entidade em pró da ciência mais dinâmica e eficiente! A instituição aceitou e debelou todos os desafios que lhe foram propostos provando que com testes em computadores e em tecidos humanos, se alcança a mesma, e às vezes até maior, segurança para que os fármacos ou outros produtos estejam prontos para a fase de testes em humanos voluntários.

Então, depois de 11 anos trabalhando na área clínico-laboratorial, porque acredito nisso, porque presenciei isso, apoio o resgate dos animais do Instituto Royal, como de qualquer outra instituição que realize testes desnecessários, pratique a vivissecção, ou qualquer tipo de maltrato, tortura, ou ações que causem desconforto a qualquer espécie viva visando o lucro financeiro.

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

CRENÇAS

Super respeito sua crença, por quê então você quer me convencer que estou errada na minha descrença? Você acha um absurdo que eu não creia? Você me acha burra por isso? Louca? Então me ache, mas me deixe em paz, pelo amor do seu deus e pela falta de um meu! Obrigada!

Esta mensagem é destinada a todas aquelas pessoas que não podem aguentar caladas e se sentem na obrigação de querer, insistir, incomodar, com suas tentativas de catequizar-me. Aos demais, aos que temos respeito mútuo e amor, agradeço sempre o carinho que me passam em suas orações a seus deuses!

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

#mudabrasil #ogiganteacordou #changebrazil

Li isso aqui escrito no Facebook da AnonymousBrasil, por um cara que nem conheço (Guilherme Borba), mas gostei:

“Não adianta mudar os jogadores, temos é que mudar as regras”.

É, é isso mesmo. Durante décadas mudamos os jogadores. Votamos em uns e outros. Alguns funcionaram em vários aspectos, ao menos por um tempo, mas nenhum funcionou 100% pelo tempo suficiente para mudar a nossa mentalidade.

Precisamos de cabeças pensantes e que tenham a capacidade de pensar no país como um todo, sem que haja a preocupação de que até mesmo nossos inimigos vão poder se beneficiar de algo pelo qual nós lutemos.

Acho que o maior problema do nosso povo não é o “jeitinho” em si. O querer se dar bem e ajudar a própria corja. Acho que o nosso problema é que não conseguimos ser verdadeiramente altruístas.

Mas tudo bem, isso é do ser humano. Difícil conhecer alguém que seja 100% altruísta – principalmente porque até nossas necessidades fisiológicas nos fazem “ir a luta”. Mas se a cada gesto que não seja pelo bem de todos ou que prejudique a sociedade conseguíssemos pensar por 10 segundos no que vamos fazer, tenho certeza que faríamos diferente e melhor!

Abrir a porta para um idoso. Parar o carro para uma pessoa poder passar (em vez de acelerar e ficar puto). Deixar uma mulher grávida sentar em um transporte público. Devolver os 0,05 centavos que o caixa nos deu a mais. Guardar nosso lixo no bolso ou bolsa quando a lixeira estiver cheia. Dar passagem no trânsito. Tomar um banho mais rápido para que nosso vizinho não fique com menos água. Fumar afastado de quem não fuma para não prejudicar a saúde alheia. Apagar as luzes desnecessárias para que a Terra sofra menos

Eu poderia seguir com essa lista por horas e metros e metros de papel. Mas nem vale a pena pois consciência é algo muito particular!

Mas tem uma coisa que sim posso falar com segurança. É sobre uma droga que dá uma sensação incrível! Tipo endorfina aos atletas. Ela se chama “SATISFAÇÃO”. E é o que acontece quando vemos que realmente fazemos a diferença. Cara, dá um “barato” incrível! Você se sente poderoso, forte, invencível!

ATENÇÃO: SATISFAÇÃO deve ser consumida acompanhada de todo e qualquer ato de CIDADANIA! Pessoas que vivem baseados na CIDADANIA correm o risco de serem mais felizes. Em caso de overdose, dá uma relaxada e curte sua SATISFAÇÃO.

image

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

#mudabrasil #ogiganteacordou #changebrazil

Dona Dilma, não se atreva! Se tirar a comunicação do povo, se cortar essa liberdade, vai estar mais evidente ainda essa ditadura mascarada e ilusionista de PT! Seu ditador Lula, do qual você é capacho, vai cair, e você vai junto. Sua “cúria” toda tem nome e sobrenome bem conhecidos por todos os brasileiros.

Dona Dilma, não se atreva a tentar calar o nosso povo – é, este povo um dia também foi o seu! O Facebook, o Twitter são apenas nossas ferramentas. Os “Cara Pintadas” não tinham nem celulares…

https://www.facebook.com/photo.php?fbid=320945921372309&set=a.149992591800977.32761.149968585136711&type=1&theater

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

SAÚDE SIM, LOUCURA NÃO!

“Pelo amor de Deus, eu não quero usar nada nem ninguém, nem falar do que não sei, nem procurar culpados, nem acusar ou apontar pessoas, mas ninguém está percebendo que toda essa busca insana pela estética ideal é muito menos lipo-as e muito mais piração?

Uma coisa é saúde, outra é obsessão. O mundo pirou, enlouqueceu. Hoje, Deus é a auto imagem. Religião, é dieta. Fé, só na estética. Ritual é malhação. Amor é cafona. Sinceridade, é careta. Pudor, é ridículo. Sentimento, é bobagem. Gordura é pecado mortal. Ruga é contravenção. Roubar pode, envelhecer, não! Estria é caso de polícia. Celulite é falta de educação. Filho da puta bem sucedido é exemplo de sucesso. A máxima moderna é uma só: pagando bem que mal tem?

A sociedade consumidora, a que tem dinheiro, a que produz, não pensa em mais nada além da imagem, imagem, imagem. Imagem, estética, medidas, beleza, Nada mais importa, a cultura, a sabedoria, o relacionamento, a amizade, a ajuda, nada mais importa. Não importa o outro, o coletivo. Jovens não tem mais fé, nem idealismo, nem posição política. Adultos perdem o senso em busca da juventude fabricada. OK, eu também quero me sentir bem, quero caber nas roupas, quero ficar legal, quero caminhar, correr, viver muito, ter uma aparência legal, mas… Uma sociedade de adolescentes anoréxicas e bulímicas, de jovens lipoaspirados, e turbinados aos 20 anos não é natural. Não é, não pode ser. Que as pessoas discutam o assunto. Que alguém acorde. Que o mundo mude. Que eu me acalme e que o amor sobreviva.

“Cuide bem do seu amor , seja ele quem for .”

– Herbert Vianna – 

Foto da campanha “Dove: Real Beauty”

Gosto desse texto do Herbert Vianna. Gosto desta visão. Passei a ter uma vida mais saudável, e muitas vezes exijo mais estética de mim mesma. Finalmente estou aprendendo a deixar os estigmas de lado. Logo eu que acabei TENDO que fazer cirurgias plásticas por causa de um acidente de criança, e depois por causa da necessidade da dupla mastectomia.

Tive meu corpo mutilado por culpa de uma doença cruel. Ganhei peso por causa de medicação fortíssima e sofrimento, muito sofrimento físico e psicológico. Não só o câncer e a quimioterapia me maltrataram, mas muitas pessoas que estavam ao meu redor.

Tive que aprender a viver com uma nova eu. Com um corpo com diferentes necessidades e limitações. Tive que me adaptar a uma nova vida mais uma vez em outro país, em outra cidade, com outros recursos. Tive que recomeçar, renascer, reconhecer em mim uma nova pessoa, com tudo diferente e pouco do mesmo.

E ainda me falta muito. Mas aprendi a não calar quando quero dizer. A não engolir os sapos que não me pertençam. A passar adiante as coisas boas que recebi, e a jogar no lixo as ruins.

Agora estou aprendendo a buscar por uma nova estética, física e psicológica. Ainda é difícil deixar certos valores para trás, dar menor importância a certos sentimentos, e virar páginas como se não tivessem sido importantes. Mas daqui a pouco eu chego lá!

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

MELHOR SER BICHO

As atrocidades que nossa raça é capaz de fazer… Queria ser bicho, é mais nobre!

“Carlos Alexandre Azevedo cometeu suicídio dia 16/02/2013 depois de ter sobrevivido por vinte anos a tortura que sofreu aos 20 MESES DE VIDA por agentes do DEOPS.”

Esta matéria saiu em 2010 na Isto é Independente. E hoje veio a notícia de seu suicídio.

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page