Archive for Ô, coisa!!

SAÚDE SIM, LOUCURA NÃO!

“Pelo amor de Deus, eu não quero usar nada nem ninguém, nem falar do que não sei, nem procurar culpados, nem acusar ou apontar pessoas, mas ninguém está percebendo que toda essa busca insana pela estética ideal é muito menos lipo-as e muito mais piração?

Uma coisa é saúde, outra é obsessão. O mundo pirou, enlouqueceu. Hoje, Deus é a auto imagem. Religião, é dieta. Fé, só na estética. Ritual é malhação. Amor é cafona. Sinceridade, é careta. Pudor, é ridículo. Sentimento, é bobagem. Gordura é pecado mortal. Ruga é contravenção. Roubar pode, envelhecer, não! Estria é caso de polícia. Celulite é falta de educação. Filho da puta bem sucedido é exemplo de sucesso. A máxima moderna é uma só: pagando bem que mal tem?

A sociedade consumidora, a que tem dinheiro, a que produz, não pensa em mais nada além da imagem, imagem, imagem. Imagem, estética, medidas, beleza, Nada mais importa, a cultura, a sabedoria, o relacionamento, a amizade, a ajuda, nada mais importa. Não importa o outro, o coletivo. Jovens não tem mais fé, nem idealismo, nem posição política. Adultos perdem o senso em busca da juventude fabricada. OK, eu também quero me sentir bem, quero caber nas roupas, quero ficar legal, quero caminhar, correr, viver muito, ter uma aparência legal, mas… Uma sociedade de adolescentes anoréxicas e bulímicas, de jovens lipoaspirados, e turbinados aos 20 anos não é natural. Não é, não pode ser. Que as pessoas discutam o assunto. Que alguém acorde. Que o mundo mude. Que eu me acalme e que o amor sobreviva.

“Cuide bem do seu amor , seja ele quem for .”

– Herbert Vianna – 

Foto da campanha “Dove: Real Beauty”

Gosto desse texto do Herbert Vianna. Gosto desta visão. Passei a ter uma vida mais saudável, e muitas vezes exijo mais estética de mim mesma. Finalmente estou aprendendo a deixar os estigmas de lado. Logo eu que acabei TENDO que fazer cirurgias plásticas por causa de um acidente de criança, e depois por causa da necessidade da dupla mastectomia.

Tive meu corpo mutilado por culpa de uma doença cruel. Ganhei peso por causa de medicação fortíssima e sofrimento, muito sofrimento físico e psicológico. Não só o câncer e a quimioterapia me maltrataram, mas muitas pessoas que estavam ao meu redor.

Tive que aprender a viver com uma nova eu. Com um corpo com diferentes necessidades e limitações. Tive que me adaptar a uma nova vida mais uma vez em outro país, em outra cidade, com outros recursos. Tive que recomeçar, renascer, reconhecer em mim uma nova pessoa, com tudo diferente e pouco do mesmo.

E ainda me falta muito. Mas aprendi a não calar quando quero dizer. A não engolir os sapos que não me pertençam. A passar adiante as coisas boas que recebi, e a jogar no lixo as ruins.

Agora estou aprendendo a buscar por uma nova estética, física e psicológica. Ainda é difícil deixar certos valores para trás, dar menor importância a certos sentimentos, e virar páginas como se não tivessem sido importantes. Mas daqui a pouco eu chego lá!

MELHOR SER BICHO

As atrocidades que nossa raça é capaz de fazer… Queria ser bicho, é mais nobre!

“Carlos Alexandre Azevedo cometeu suicídio dia 16/02/2013 depois de ter sobrevivido por vinte anos a tortura que sofreu aos 20 MESES DE VIDA por agentes do DEOPS.”

Esta matéria saiu em 2010 na Isto é Independente. E hoje veio a notícia de seu suicídio.

;-P

 

RELIGIAO, TOLERANCIA E CATEQUESE!

Não quero ofender ninguém que seja religioso, por favor! Ao contrário, respeito suas religiões, mas tudo tem um limite, né?!

Pois é… Eu tô cansada de gente tentando me catequisar! Não tento mudar a crença de ninguém, por quê querem mudar a minha descrença?!?! Este artigo da jornalista Eliane Brum na revista Época reflete exatamente o que sinto.

Em um mundo onde Sarah Sheeva e Mara Maravilha são pastoras, uma igreja prega a não-tolerância, e temos nomes de igrejas como “Igreja AUTOMOTIVA do Fogo Sagrado”, “Ig. Ev. Pentecostal CUSPE de Cristo”, “Ig. Ev. FLORZINHA de Cristo” e “Igreja CELULAR Internacional”, como ficamos, nós, ateus, ou pessoas de outras religiões?

Osama is dead, that’s it! Enough! Done!

Why people cannot accept that Bin Laden is dead and his death occurred under the orders of President Obama? Don’t you realize that no matter who did it, the important thing for the whole world, especially for people who have been touched by its evil, is that he’s gone?!

Yes, I am happy to have been Barack Obama who authorized this, because I’m a left liberal. But I’d be happy if it was done by Bush or David Cameron, or Nicolas Sarkozy, or whoever!

But no, people have to create conspiracy theories (* see below), sending fake pictures over the Internet, creating incredible stories, etc.. Actually, this is also terrorism, psychological terrorism. I’m not naive, I know very well that nobody in government (any government) tell us the whole truth about anything! But, c’mon, let’s give a little break and stop complaining and go after everything Obama does! If you do not like the government, do something constructive. “Anything that I am against” or “blah blah blah” will not take the country forward!

You don’t like it? Change it! But with change of ideology and good work. Change for the good of the people of this country, not just for yourself. Work together, right or left, liberal or conservative, so that good things are made to the American people. If you think the government does everything wrong, show that your way does work. Convince with good actions that your way is the right way!

* Pat Turner, UC Davis Professor, and expert on folklore, in an interview tonight on CBS: “I have heard many conspiracy theories about the death of Bin Laden that he is long dead and perhaps the President and the military are using this as an opportunity to finally end the war and cut back the enormous costs of war. I’ve read he is alive, and people who believe that Barack Obama is himself a Muslim (sic) and he is keeping Osama hijacked a place to take any Muslim world! “

Or about the time the news was released: ” It was just to screw up with Trump’s image just before his TV show” DON’T YOU THINK A PRESIDENT HAS MORE TO DO THAN THIS? C’MON!!

 

Peace out!

RIO DE JANEIRO, BOPE, PAZ, TRÁFICO, HUMOR, GOVERNO

Polícia deveria ser protetora, estabelecedora da ordem, pacificadora, amiga do povo. Infelizmente o poder é a droga mais forte que existe, e mesmo que em pequenas quantidades, vira a cabeça dos homens. Seguranças até de festa, só pela ordem de barrar ou não alguém, já se acham no direito de reinar. Quando existe uma arma que pode tirar a vida nas mãos deles, este pequeno poder os transforma em verdadeiros deuses.

Agora vemos a polícia e outras forças de segurança no Rio de Janeiro com todo o poder e força, e, pela primeira vez em muitos anos, nós estamos do mesmo lado.

Também pela primeira vez, vemos claramente dois lados bem definidos nesta “guerra”: os traficantes no lado do Mau, as forças de segurança do lado do Bem. E nós, vítimas tanto de um quanto de outro, reunimos todas nossas esperanças, e queremos acreditar no Bem. Neste momento esquecemos que a polícia, o governo, empresários, entre outros, foram coniventes e aliados, quando não associados, aos que agora representam o Mau. Esquecemos que perdemos filhos, irmãos, amigos, pais, não só para o grupo do Mau, mas para os que agora representam o Bem. E não foi por bala perdida, por acidente, por falta de intenção. Foram mortes propositais porque muitos que agora estão no grupo do Bem, tiveram que escolher um lado oficial, ao menos neste momento.

Eu queria poder confiar neles o ano inteiro, a minha vida inteira! Mas quando as condições tanto de poder quanto de vida têm tanta disparidade e a corrupção facilita a melhoria desta ou apenas o acesso ao poder, eu me mantenho alerta!

Acho que somos, queremos ser, ingênuos e acreditar que agora tudo vai ficar bem, que temos aliados e o Rio está começando um processo que vai se alastrar pelo estado e depois tomar o país, e vamos ser felizes para sempre, the end!

Deixamos que a mídia nos encha de esperanças! Acreditamos que o Coronel Nascimento exista e o vemos no rosto do Beltrame e em cada um dos seus soldados – até procuramos para ver se tem alguém parecido com o Wagner Moura! Vidramos nos programas de televisão e acreditamos em cada ataque, cada prisão, cada apreenção. Como na Copa viramos patriotas da noite para o dia e reverenciamos com orgulho a bandeira do Brasil no topo do Conjunto do Alemão. Descrescemos e voltamos a acreditar em contos de fadas e super-heróis!

Mas enquanto policiais tenham que morar em favelas porque seu trabalho não lhe dá condições de uma vida mais digna; Enquanto seus filhos não tiverem uma perspectiva de um futuro melhor; Enquanto a miséria façam que os valores sociais sejam distorcidos, podemos tentar acreditar em qualquer conto de fadas, mas nada vai mudar.

Em uma “empresa” que emprega o mesmo número de pessoas que a Petrobrás, e muita gente está envolvida e mamando nela, ninguém quer “fechar as portas”. Vida? O que vale a vida quando a outra opção é grana, muita grana? Talvez para você, como para mim, não tem dinheiro que pague. Para eles, não tem vida que valha!

Bolívia produz coca… Bolívia não produz acetona, éter, etc… Brasil exporta esses químicos para a Bolívia. O pessoal da indústria química não sabe para que vão ser usados? Os exportadores e transportadores também não? O governo que tabela, autoriza, promove essa exportação, também não?

Ahãn… me engana que eu gosto! Esse é nosso problema: a gente gosta de ser enganado e vai deixando, deixando, deixando… E agora esperamos que Coronéis Nascimento da vida voem ao redor do globo e consertem todos os erros, os que foram feitos, e que deixamos serem feitos.

Somos acomodados (não me exclúo!) porque é mais fácil, mais cômodo. É muito chato abrir mão de nosso conforto, compartilhar nossas posses, arcar com o compromisso social… Deixa que o Estado faz! E tiramos o nosso da reta!

Aí, como bons brasileiros que somos, fazemos piadas e brincadeiras com as tragédias que nos assolam. Coisa que outros povos nem cogitam nem entendem!



“…ETERNO SE FAZER AMAR…”

paz

Tia Carol

Eu realmente não sei como fazer isso. Nunca fiz e a única pessoa que ouvi fazendo de uma forma que me agradou, foi minha avó, que todas as noites, apoiada em sua janela, conversava com quem ela chamava de “meu amigo”.

Era um papo longo, íntimo, de muito carinho, igualdade e beleza. Ela rezava e contava para o “seu amigo” as coisas que estavam acontecendo, quem precisava de ajuda, contava as novidades e agradecia pela melhora de vida ou de saúde daqueles que ela tinha “lhe” contado anteriormente.

Eu cresci agnóstica, com pais e irmãos entre agnósticos e ateus, mas a minha família materna sempre foi muito católica. Eu aprendi a respeitar a crença deles, eles aprenderam a respeitar a minha desconfiança, e assim sempre fomos felizes.

Tive e tenho amigos de todas as religiões, de budismo a ubanda, de islamismo a wicca, de espiritismo a judaísmo. Estudei dois semestres de Teologia e achei fascinante. Li bastante de diversos livros sagrados. Aprendi vários rituais. E nada que conheci até agora me convenceu, ou melhor, serviu para mim.

Eu queria muito conseguir ter o prazer e o alívio que parece que as orações dão aos que crêem. O tranze da reza, o ritual do culto, o poder da mentalização limpando todo e qualquer outro pensamento da mente e concentrando apenas naquele momento e naquela energia, relaxando o corpo (e a alma?). Não consigo, não foco, não medito! Meus pensamentos são sempre como uma bolinha de ping-pong, de um lado pro outro, prá cima e prá baixo!

Não, não tenho nenhum tipo de problema nem parecido com ADD! Sei jiboiar, me enfurnar em um bom livro, curtir um “fazer nada”. Só não me peçam para meditar, deixar meus pensamentos em branco, focalizar numa luz verde, ou azul ou lilás, numa paisagem bucólica, etc, etc!

Mas agora eu gostaria de saber rezar e de conseguir colocar todas minhas esperanças sob a responsabilidade de um santo ou um deus, que me ajudasse a me tranquilizar e ter a certeza que tudo vai ficar bem com quem tanto amo!

Quando era comigo, eu fui em frente e acreditei em mim, nos meus médicos e na minha família. Agora não sou eu quem está lutando e me vejo de mãos atadas sem saber ou poder ajudar. Acredito nela, sei o quanto é forte! Mas também sei (e tanto que sei) o quão difícil é sua luta, a fragilidade do ser humano e o cansaço que tudo isso causa.

Segura as pontas, Tia Carol! Daqui a pouco estou chegando para lhe dar toda a minha energia, carinho, amor e apôio, e lutar lado a lado com você para que, juntas, vençamos esse inimigo nojento que é o câncer!

OCUPADÍSSIMA

Gente!! Acho que nunca tive tão ocupada sem estar trabalhando oficialmente!! É tanto compromisso e tanta coisa para fazer e resolver que hoje tive que dar uma pausa para dormir!

É, isso mesmo, dormir! Eu, Naluhzinha, a dorminhoca de plantão, nos últimos 15 dias tem dormido apenas 3 a 4 horas por noite! E olha que hoje em dia devo dormir minhas 8 horas inteirinhas, por indicação médica!

Isso é uma das coisas boas: médico mandando a gente dormir e descansar o máximo que puder pro resto da vida!! heheheheh