Archive for Meus Direitos Seus Direitos

101.136 – Feliz dia dos pais…

Como desejar felicidade quando vários perderam seus pais, pais perderam seu filhos, em tão pouco tempo, por causa de descaso do governo frente a um vírus que o mundo já nos anunciava o seu terror?
Mas nossos governantes não acreditaram! Politizaram a morte. Coronavírus não é de esquerda. Não é criação de imprensa alguma! E já sabíamos disso! Tivemos tempo para nos preparar para minimizar está tragédia!
Mas Bolsonaro com sua soberbia, decidiu imitar o idolozinho de araque Trump, e sim, decidiu menosprezar o vírus, politizá-lo e enganar seus seguidores (Os de alto nível de educação, pessoas inteligentes, seguirem acreditando neste ser, merece um estudo psicológico profundo. Já os que nele votaram por serem ignorantes não por escolha, mas por falta de educação formal, apenas podemos lamentar).
Só que a COVID-19 mata os de direita e os de esquerda… E daí?
Covid não é a gripezinha por ele desprezada… E daí?
Em plena pandemia vários políticos e gestores roubaram dinheiro destinado para medicamento e equipamento para cuidar dos doentes… E daí?
O governo gastou fortunas em medicamento já comprovado sua ineficácia para a doença… E daí?
Hospitais de campanha foram criados com dinheiro público, mas nunca equipados e sem profissionais para trabalhar porque eles já estavam trabalhando nos outros hospitais em turnos duplos, triplos, muitos sem nem receber seus salários, muitos se contaminaram, muitos morreram… E daí?
O mercado financeiro afunda, inflação grita, não dá para segurar a ajuda emergencial até final do ano, mas vamos fazer uma nota nova, de 200 Reais, gastar uma fortuna nisso… E daí?
Não há remédios e anestésicos para intubação… E daí?
Passamos de 3 MILHÕES de infectados (casos confirmados, pode multiplicar por 10 segundo autoridades coentíficas pela falta de testes e pela imensidão do país)… Todo nós vamos morrer um dia!
Passamos de 100.000 mortos… Não sou coveiro, talkei?
09 de março de 2020:
“Tem a questão do coronavírus também que, no meu entender, está superdimensionado, o poder destruidor desse vírus. Então talvez esteja sendo potencializado até por questão econômica, mas acredito que o Brasil, não é que vai dar certo, já deu certo.” – Jair Bolsonaro, que é Messias mas não faz milagres.
É, Bolsonaro, “milagres” só para você e sua família que muda até leis e decretos para tirar o corpo fora das falcatruas que faz.

Mas, por favor, não tirem o corpo fora da culpa vocês que ficam perambulando por aí, lotando shoppings, bares, praças e parques. E os que se negam a usar máscara (até um “se eu colocar a máscara, não VEJO direito” eu já ouvi como desculpa) porque não tem medo de pegar essa porcariazinha de vírus.
Até agora não entenderam que se querem dar um tiro na própria cabeça é um problema delas, mas sair atirando nos outros é problema nosso?
Mantenha distância! Usa a máscara! Não estamos de férias para você sair passeando por aí, estamos em pandemia, porra!

INSTAURAÇÃO DO FEMINICÍDIO NO BRASIL EM PLENO 2017

Não quero entrar em detalhes em ser contra ou a favor do aborto em situações normais, sem risco, etc., pois este não é o ponto já que não busco a opinião alheia como tão pouco pretendo dar a minha. Em 1940 entrou no Código Penal a autorização do aborto em casos de estupro e risco para a vida da mãe. Em 2017…

Pois é, agora em 2017, ontem mesmo, o país está prestes a dar um dos maiores passos de retrocesso social e de saúde pública, além de científico, já que estão votando a proibição TOTAL do aborto: COMISSÃO DA CÂMARA APROVA REGRAS MAIS DURAS PARA ABORTO NO PAÍS.

Quando digo TOTAL, quer dizer isso mesmo: em qualquer situação física ou emocional da mulher.

O bebê corre risco de morrer? Então que morra dentro da barriga da mãe e ela que aguente até que entre em trabalho de parto para expelir o cadáver ou que sofra uma infecção generalizada em que sua vida, a da mãe, entra em sério risco de morte. Então que morra.

O bebê tem tipagem sanguínea discordante com a da mãe e AMBOS podem morrer? Não será permitido o aborto para salvar a vida da mãe, então que morram os dois.

A parturiente está grávida por causa de um estupro? Pois que carregue o bebê até que nasça e aí ela pode dar em adoção e passar mais um trauma, além do estupro, e ainda correndo sérios riscos de depressão ou pior: que morra.

É uma criança de 9, 10, 11 anos que foi abusada por um irmão, tio, estranho ou até mesmo seu próprio pai? Que siga em frente com a gravidez, e que, além do risco de nascer um bebê aberração e do trauma do estupro, existem dos perigos de uma gravidez a uma criança tão jovem, com o corpo provavelmente tão pequeno para carregar e, principalmente, dar a luz a um bebê. Então que morra.

Até entendo a proibição que já tínhamos no país de aborto por livre escolha, e não entro no mérito de se eu estava de acordo com isso ou não. Mas proibir o aborto em casos de traumas físicos e/ou mentais e de risco de morte para a mãe, é simplesmente promover o feminicídio. E assim incentivar a volta de proliferação de clínicas ilegais, de abortos feitos em desespero com arames, ou de mulheres cometendo o suicídio antes que morram pelo que o Estado está lhes impondo: uma morte lenta, que pode durar 9 meses de angústia e penúria.

Daqui a pouco seremos proibidas de votar. Depois de trabalhar. E aí então nos colocarão burkas e cintos de castidade, além de fazerem fogueiras para queimar algumas de nós em praça pública!

Mas se fosse o homem que engravidasse, o aborto seria como ir ao dentista tratar de uma cárie. Simples, rápido e com um bom anestésico.

E sabemos – por favor, que ninguém se faça de boçal e certinho agora – que na hora que um dos fatos acima narrados aconteça com uma filha ou irmã ou esposa de um dos que estão votando contra nós mulheres, eles farão na surdina, por debaixo dos panos, nos melhores hospitais do país pagando em “caixa 2” o melhor obstetra que existe.

O falso moralismo que reina nesta década me causa náuseas…

Espero que fique nisso e esta proposta NÃO passe no Senado!

FOLHA DE SÃO PAULO: COMISSÃO DA CÂMARA APROVA REGRAS MAIS DURAS PARA ABORTO NO PAÍS