Archive for Eu, hein!?! Xô!!

;-P

 

CALMARIA??? NAO! AJUDA URGENTE A GHANA!

Quando a gente acha que a vida vai dar um tempinho prá gente se recuperar das loucuras, mudanças, tropeços e batalhas, ela vem e nos dá mais uma rasteira. Aí a gente levanta de novo, começa a se recuperar, e pof!, lá vem mais uma. Parece que a gente cai no chão, se segura numa cadeira, quando começa a levantar a cadeira cai. Aí começa tudo de novo… Arf! Arf! Arf! Dá prá ficar sem ar!!!!

Mas no meio de tropeços, de pular uma onda e ser derrubada pela próxima, a gente vai quase que pedindo: “Vem! Manda mais que vocês vão ver se não dou conta! Oras bolas!”

Não, não estou mal! Nem deprê! Nem me lamentando! Apenas comentando! 🙂

Na verdade estou muito bem, obrigada!

Cheguei aqui no Brasil no dia 10 de agosto. Cheguei assim como de fininho, devagar, sem fazer alarde. E dia a dia fui me acostumando, me organizando, me re-erguendo da mudança, da separação, da distância agora daqui prá lá!

Quando tudo começa a tomar um pouquinho de rumo, mamãe ficou muito doente. Pronto Socorro, erro médico, Pronto Socorro, CTI por 3 dias e 16 dias de hospital. Susto total, piorado quando os médicos vieram falar da suspeita de um câncer no fígado. Ai, caramba! No fígado?? “Meu mundo caiu e agora ninguém tem pena de mim…”

Mas não era não! Era um p**a abscesso no fígado causado por uma complicação de uma crise de divertículite. Coisa séria, mas tratável e JÁ CURADA! Yeba!!!! O bom da estória foi que a minha “irmã-prima”, a minha txai, veio de Belém para ajudar. Mas chegou aqui no dia seguinte da mamãe receber alta e aí foi tudo alegria! Só correr pros braços da torcida e comemorar dando aqueles passinhos de samba que não tenho nem p**a idéia de como fazer!

Mas o último susto foi há uns dias atrás com a inundação que ocorreu em Ghana. Ghana? O que é que tenho a ver com Ghana? Meu sobrinho Fernando, da Califórnia, foi para Ghana há 3 semanas para ajudar uma ONG a reconstruir a escola e a vila depois de terem sofrido duas inundações no começo do ano. Mas aí aconteceu outra e ele ficou praticamente com a roupa do corpo e com a mochila, onde tinha o passaporte, um poquinho de dinheiro, o laptop e a filmadora. Ele quase foi levado pela enchente, mas Siza, um dos caras que ajuda na GGYN, literalmente carregou meu sobrinho nas costas para cruzar o rio e o salvou.

Estão todos bem, sem teto, se abrigando como podem com conhecidos e amigos. Mas PERDERAM ABSOLUTAMENTE TUDO! A escola, as casas, roupas, móveis. Ghana é um país muito pobre, em Accra (a capital) não existe rua asfaltada! Então imaginem a devastação que uma enchente não causa!!

Enfim… Agora estou em plena campanha para ajudá-los. Não tem jeito de mandar material nenhum porque é muito longe e fica muito caro, além do quê, os correios de lea estão incomunicáveis! Estou fazendo campanha para doação monetária através do site deles mesmo!

Então vamos lá: AJUDA AS VÍTIMAS DA ENCHENTE DE GHANA – Faça sua doação aqui: GGYN – QUALQUER valor é bem vindo! Literalmente! Se R$ 5,00 parece pouco para a gente, para eles não é! AJUDE!!!

RIO DE JANEIRO, BOPE, PAZ, TRÁFICO, HUMOR, GOVERNO

Polícia deveria ser protetora, estabelecedora da ordem, pacificadora, amiga do povo. Infelizmente o poder é a droga mais forte que existe, e mesmo que em pequenas quantidades, vira a cabeça dos homens. Seguranças até de festa, só pela ordem de barrar ou não alguém, já se acham no direito de reinar. Quando existe uma arma que pode tirar a vida nas mãos deles, este pequeno poder os transforma em verdadeiros deuses.

Agora vemos a polícia e outras forças de segurança no Rio de Janeiro com todo o poder e força, e, pela primeira vez em muitos anos, nós estamos do mesmo lado.

Também pela primeira vez, vemos claramente dois lados bem definidos nesta “guerra”: os traficantes no lado do Mau, as forças de segurança do lado do Bem. E nós, vítimas tanto de um quanto de outro, reunimos todas nossas esperanças, e queremos acreditar no Bem. Neste momento esquecemos que a polícia, o governo, empresários, entre outros, foram coniventes e aliados, quando não associados, aos que agora representam o Mau. Esquecemos que perdemos filhos, irmãos, amigos, pais, não só para o grupo do Mau, mas para os que agora representam o Bem. E não foi por bala perdida, por acidente, por falta de intenção. Foram mortes propositais porque muitos que agora estão no grupo do Bem, tiveram que escolher um lado oficial, ao menos neste momento.

Eu queria poder confiar neles o ano inteiro, a minha vida inteira! Mas quando as condições tanto de poder quanto de vida têm tanta disparidade e a corrupção facilita a melhoria desta ou apenas o acesso ao poder, eu me mantenho alerta!

Acho que somos, queremos ser, ingênuos e acreditar que agora tudo vai ficar bem, que temos aliados e o Rio está começando um processo que vai se alastrar pelo estado e depois tomar o país, e vamos ser felizes para sempre, the end!

Deixamos que a mídia nos encha de esperanças! Acreditamos que o Coronel Nascimento exista e o vemos no rosto do Beltrame e em cada um dos seus soldados – até procuramos para ver se tem alguém parecido com o Wagner Moura! Vidramos nos programas de televisão e acreditamos em cada ataque, cada prisão, cada apreenção. Como na Copa viramos patriotas da noite para o dia e reverenciamos com orgulho a bandeira do Brasil no topo do Conjunto do Alemão. Descrescemos e voltamos a acreditar em contos de fadas e super-heróis!

Mas enquanto policiais tenham que morar em favelas porque seu trabalho não lhe dá condições de uma vida mais digna; Enquanto seus filhos não tiverem uma perspectiva de um futuro melhor; Enquanto a miséria façam que os valores sociais sejam distorcidos, podemos tentar acreditar em qualquer conto de fadas, mas nada vai mudar.

Em uma “empresa” que emprega o mesmo número de pessoas que a Petrobrás, e muita gente está envolvida e mamando nela, ninguém quer “fechar as portas”. Vida? O que vale a vida quando a outra opção é grana, muita grana? Talvez para você, como para mim, não tem dinheiro que pague. Para eles, não tem vida que valha!

Bolívia produz coca… Bolívia não produz acetona, éter, etc… Brasil exporta esses químicos para a Bolívia. O pessoal da indústria química não sabe para que vão ser usados? Os exportadores e transportadores também não? O governo que tabela, autoriza, promove essa exportação, também não?

Ahãn… me engana que eu gosto! Esse é nosso problema: a gente gosta de ser enganado e vai deixando, deixando, deixando… E agora esperamos que Coronéis Nascimento da vida voem ao redor do globo e consertem todos os erros, os que foram feitos, e que deixamos serem feitos.

Somos acomodados (não me exclúo!) porque é mais fácil, mais cômodo. É muito chato abrir mão de nosso conforto, compartilhar nossas posses, arcar com o compromisso social… Deixa que o Estado faz! E tiramos o nosso da reta!

Aí, como bons brasileiros que somos, fazemos piadas e brincadeiras com as tragédias que nos assolam. Coisa que outros povos nem cogitam nem entendem!



O QUE É, O QUE É (mesmo que seja piegas)


Eu fico
Com a pureza
Da resposta das crianças
É a vida, é bonita
E é bonita…

Viver!
E não ter a vergonha
De ser feliz
Cantar e cantar e cantar
A beleza de ser
Um eterno aprendiz…

Ah meu Deus!
Eu sei, eu sei
Que a vida devia ser
Bem melhor e será
Mas isso não impede
Que eu repita
É bonita, é bonita
E é bonita…

E a vida!
E a vida o que é?
Diga lá, meu irmão
Ela é a batida
De um coração
Ela é uma doce ilusão
Hê! Hô!…

E a vida
Ela é maravilha
Ou é sofrimento?
Ela é alegria
Ou lamento?
O que é? O que é?
Meu irmão…

Há quem fale
Que a vida da gente
É um nada no mundo
É uma gota, é um tempo
Que nem dá um segundo…

Há quem fale
Que é um divino
Mistério profundo
É o sopro do criador
Numa atitude repleta de amor…

Você diz que é luxo e prazer
Ele diz que a vida é viver
Ela diz que melhor é morrer
Pois amada não é
E o verbo é sofrer…

Eu só sei que confio na moça
E na moça eu ponho a força da fé
Somos nós que fazemos a vida
Como der, ou puder, ou quiser…

Sempre desejada
Por mais que esteja errada
Ninguém quer a morte
Só saúde e sorte…

E a pergunta roda
E a cabeça agita
Eu fico com a pureza
Da resposta das crianças
É a vida, é bonita
E é bonita…

Hoje faz um ano que encontrei um nódulo no meu seio esquerdo.

TRABALHA, TRABALHA, NÊGA!!

E como tem gente doente no trabalho, outros não tão doentes assim mas o feriado é uma ótima desculpa para isso, acabei eu aqui, no meu precioso feriado, tendo que trabalhar hoje e amanhã de, pasmem, 05:45 às 18:15! Para isso, tenho que sair de casa às 4:00 da matina!!!

Segunda feira livre? Quem dera! Tenho que estar aqui de volta à 8:00!!

Mas o pior de tudo é que não tem muito o que fazer, mas tenho que estar aqui, em alerta, sem poder fazer muita coisa já que, justo por causa do feriado, o hospital está bem paradinho!

O melhor? Pelo menos me pagam para eu fazer nada! ;o)

A PROFECIA???

O que você faria se estivesse tirando sangue de um menino de uns 15 anos, (pele bem branca, cabelos lisos castanhos e olhos bem azuis) e falasse para ele que não ia doer muito e que era melhor ele não olhar. No final do processo, na hora de remover a agulha ele olhasse para o procedimento e você, com a melhor das intenções dissesse:
– Don’t look, this could be scary.
E com a cara mais calma, com um principio de sorriso nos labios, ele olhasse bem dentro dos seus olhos e respondesse:
– This is not scary. You don’t know what scary is!
Até aí tudo bem, ou mais ou menos bem, certo?
E se você soubesse que o menino está no hospital porque é um caso de 5150 (paciente psiquiátrico), que hoje matou o próprio gato? Quer melhor? E se você soubesse que não é a primeira vez que ele matou animais? E se você soubesse que ele já matou uma ninhada de gatinhos de 2 semanas afogando todinhos numa bacia com gasolina e queimando-os depois? E que tentou “machucar” a irmã? E numa outra vez a mãe?!
Cara!!! Os pelos da minha nuca ficaram arrepiados!!!! Ao mesmo tempo que eu queria sair dalí correndo, me sentia fascinada pelo moleque!
Que sensação doida!!