Archive for Papo sério

BARACK OBAMA

This week my President bombed! I’m so proud of everything he conquered!

This morning the US Supreme Court has ruled that same-sex marriage is a legal right across the United States – “When all Americans are treated as equal, we are all more free ” – Barack Obama. Same sex marriage is a CONSTITUTIONAL right!

In the evening he delivered one of the most beautiful eulogy of the American history at Charleston shooting funeral of Rev. Clementa Pinckney.

QUANTAS PERDAS!

Puxa, mais uma perda querida neste final de julho…

Ariano-Suassuna

Morreu hoje o dramaturgo, romancista e poeta paraibano, ocupante da cadeira 32 da Academia Brasileira de Letras (patrono: Barão de Santo Ângelo), ARIANO VILAR SUASSUNA.

Suas obras mais conhecidas são “AUTO DA COMPADECIDA” e “A PEDRA DO REINO”.

No dia 19/07 foi o grande escritor, psicanalista, educador e teólogo RUBEM ALVES.

Rubem Alves

Termino com um poema de outro membro da ABL que também faleceu este mês, IVAN JUNQUEIRA (03/09/1934-03/07/2014), ensaísta, jornalista, tradutor, poeta e crítico literário.

TRISTEZA

Esta noite eu durmo de tristeza.

(O sono que eu tinha morreu ontem

queimado pelo fogo de meu bem.)

O que há em mim é só tristeza,

uma tristeza úmida, que se infiltra

pelas paredes de meu corpo

e depois fica pingando devagar

como lágrima de olho escondido.

 

(Ali, no canto apagado da sala,

meu sorriso é apenas um brinquedo

que a mãozinha da criança quebrou.)

 

E o resto é mesmo tristeza.

Ivan Junqueira – “Os Mortos”

INTERNATIONAL MANDELA DAY

Madiba followed three rules throughout his life:
1. Free yourself.
2. Free others.
3. Serve every day.

Today is the first INTERNATIONAL MANDELA DAY!

“What counts in life is not the mere fact that we have lived. It is what difference we have made to the lives of others that will determine the significance of the life we lead” – Nelson Mandela

Mandela Day is a global call to action for citizens of the world to take up the challenge and follow in the formidable footsteps of Madiba, a man who transformed his life, served his country and freed his people. Its objective is to inspire individuals to take action to help change the world for the better and in so doing, to build a global movement for good.

The question we must ask ourselves is what we are doing to make the world a better place; what are we doing to make every day a Mandela Day?

Mandela Day is dynamic and ever-changing: it belongs to everyone and can take place anywhere, at any time. We urge everyone to find inspiration for their contribution in the legacy of Nelson Mandela and to serve their fellow humans every day.

(Source: mandeladay.com)

#mandeladay

JOÃO UBALDO RIBEIRO

Esta é uma grande perda!

Itaparica, BA, 23/01/1941 – Rio de Janeiro, RJ, 18/07/2014

João Ubaldo Ribeiro

TAKE THE GUN SENSE QUESTIONANAIRE

All we ask is common sense. Nobody wants to remove your Second Amendmend (U.S. Bill of Rights) rights!

“EM ACABAMENTO É NORMAL”

A tragédia era anunciada. Só não sabíamos quando nem exatamente em qual das tantas obras. Para a Copa, ou com a desculpa da Copa, ou pelo motivo que for, temos um número absurdo de obras simultâneas no Brasil.

Brasil padrão FIFA…

Mas praticamente nada ficou pronto a tempo. E o que parece pronto está maquiado, ou seu acesso incompleto, ou improvisado, ou o caramba a quatro. Mas parece pronto para quem está de fora que não sabem que tudo é mais bem um grande cenário de circo.

E bem imaginamos que nenhuma dessas obras ficou dentro do orçamento, apesar de já superfaturados de origem. Também imaginamos que tenha havido desvio de verbas já que está já é uma prática quase “normal”. Fator Brasil, sabe como é, né?!

Nada, feito às pressas, dá certo, só filho! E como se fosse para fazer filho arregaçaram as pernas do país inteiro à irresponsáveis no poder que querem mostrar que são melhores que os anteriores às custas do suor e sangue do seu próprio povo. Enquanto assistem ao espetáculo de camarote tomando pinga com champagne e achando que só dois mortos é situação contornável.

Não vou deixar de torcer pelo Brasil nesta Copa, ou em qualquer outra Copa ou situação. Eu sempre torço pelo Brasil por amar nosso país e nosso povo! Eu tenho orgulho sim de ser brasileira, de minha pátria amada. Me envergonho de quem nos governa. Pessoas e partidos fétidos, nefastos.

Hoje não sei o que se espelha no futuro desta terra já não impávida. Não sei o que pode ser conquistado nem com braços fortes. Não sei onde encontrar esperança… E o único brado que retumba é o som do luto, das vidas arrancadas, da porra do viaduto despencando!

Márcio Lacerda, em nenhum momento isso é NORMAL! Nada disso é normal! Viadutos não caem simplesmente. Operários não despencam de construções. Carros não são esmagados. Acidentes NÃO acontecem assim, por nada. Existe sempre uma causa, e neste caso, algúm culpado!

E eu espero que ao menos hoje sua consciência e de TODOS envolvidos nesse desastre, pese, pese muito. E desejo que vocês e todos os políticos que estão destruindo nossa pátria amada idolatrada, nunca mais tenham uma noite de sono calma. Que as vidas perdidas hoje e em todas as sacanagens que vocês já fizeram, os assombre eternamente!

FABIANE MARIA DE JESUS

O FILHO DA PUTA que postou o retrato falado e a falsa notícia que levou à morte de Fabiane Maria de Jesus tem que ser preso para aprender a ser responsável pelo que diz, escreve, faz! Somos responsáveis por nossos atos, principalmente pelas consequências que acarretam!!

Nessas horas eu queria acreditar em deus para ter a certeza que ele e TODOS que participaram dessa atrocidade tenham seus lugares garantidos no inferno!!

Eu li a notícia ontem às 2:00 da madrugada. E vi o vídeo, o que me arrependi terrivelmente pois não consegui dormir pela dor de cabeça de tanto chorar. E isso que ainda nem estava comprovada a inocência de Fabiane!

O que faz que esses monstros se achem no direito de cometer essas atrocidades? Que desprezo é esse pela vida, pelo próximo? O que mais me choca é a falta em todos de qualquer sentimento de humanidade, aquele que nos dá aflição quando vemos alguém ferido e nos dá arrepios. Ou enjôo ao ver um cadáver? Ou tonturas ao nos deparar com alguém acidentado? Sabe aquele sentimento de embrulho no estômago??

Pois parece que esses monstros não sabem…

Semana passada nós dissemos que éramos todos macacos, e agora, o que vamos dizer? O que podemos dizer desses monstros??

Eu me nego a ser da mesma espécie que eles! Eu não sou isso! Eu nunca vou ser isso!

E por favor, não os chamem de animais já que eu sou animal da espécie homo sapien sapien, eles são monstros!

SAÚDE NOS EUA

Clica na imagem para ler o post escrito pela Luciana Misura sobre saúde nos EUA com depoimento meu!

Colagem

E PARA ONDE VAMOS AGORA?

BetinhoQualquer ditadura é maléfica! Qualquer governo impositor é cruel! Mas não é porque hoje o “Lulismo” destruiu o país que vou dizer “na época dos militares era melhor“, porque não era!

Cresci no Rio de Janeiro e morava na rua onde as tropas do exército se reuniam para invadir a PUC-RJ, um dos centros ‘pensantes’ e idealistas do país naquela época. Ouvi no meio da madrugada os barulhos das surras e os gritos dos ‘comunistas’ na 15ª DP do Rio, em frente à minha casa por 12 anos.

Depois, no comecinho da minha adolescência, tive o prazer de lutar (dentro do que uma criança pode fazer) pela Anistia Ampla, Geral e Irrestrita. Chorei quando vi Betinho chegando no aeroporto. Na escola de arte onde minha mãe, artista plástica, estudava, tinha um agente do DOPS para ‘controlar as mentes pensantes’ já que ser artista naquela época significava ser comunista; e ser comunista significava ser o demônio encarnado!

Também tive a minha maior decepção política quando lutei, desta vez já estudante de Sociologia e Ciências Políticas (!!) da PUC-RJ e vice-presidente do DCE PUC-RJ, pelas DIRETAS JÁ e perdemos.

Mas não sou de esquerda. Muito menos de direita. Sou liberal. Aceito a ordem e os valores de respeito à sociedade como um todo, como um grupo onde todos tem direitos equivalentes às suas contribuições – claro está que os direitos à saúde, educação e condições dignas de trabalho TEM que ser dados igualmente a todos independente da sua contribuição posto que estes são os valores básicos de qualquer sociedade.

Se na época dos militares havia ordem, era por medo. Se diziam que as escolas públicas eram boas, era por medo. Se não faziam greves, era por medo. Se não haviam reivindicações , era por medo. Se não reclamavam dos hospitais públicos, era por medo. Tudo era regido sob a batuta cruel, e eficaz, do medo já que os que enfrentaram foram punidos com cadeia, tortura, exílio ou a morte.

Sou a favor do lucro financeiro lícito, sou a favor das riquezas pessoais. Não acho que tenhamos que dividir o que ganhamos por merecimento e labor, com todos. Sou a favor de pagar impostos justos e receber em troca serviços relativos ao valor dos nossos impostos. Na época dos militares, se me lembro bem, a inflação era um monstro de 20 cabeças soltando fogo pelas narinas! Eles viviam o laissezfaire e o povo que entrasse pelo cano. Nem pensar era permitido… Articular o pensamento então, nem se fale!

Militares enriqueceram (hoje estão decadentes) ilicitamente. E fizeram tudo igualzinho os “Lulistas” estão fazendo, só que esses agora não usam farda, mas Armani. Nem uns nem outros já que nesta, um gambá cheira o outro!

Não, amigos, deixemos os militares onde estão, mais afastados do governo. É bem claro que todos os países, mesmo que não ditatoriais em que há militares, ou pseudo-militares, em seu governo, tem seu povo sofrendo.

Um grande país só é real quando o seu povo, o povão mesmo, tem dignidade. A violência diminui, a corrupção se ameniza (não sejamos ingênuos a ponto de acreditar que exista país com 0% de corrupção!), e passamos a criar cidadãos com futuro.

No dia em que nós todos, ao menos uma maioria, conseguir entender que só lucramos quando todos lucram, quando brasileiro deixar o pensamento egoísta e passar a pensar comunitariamente (nada a ver com comuna, por favor!), aí sim, vamos ser um país que vale a pena!

FERNANDO SIU – BEST LEADING ACTOR IN A MUSICAL (LOCAL) – LES MISERABLES

Fernando Siu, my nephew, was awarded with BEST LEADING ACTOR IN A MUSICAL (LOCAL) by BroadwayWorld San francisco Awards for his JEAN VALJEAN, in LES MISERABLES.

I’m extremely proud!

 

Fernando Siu as Jean Valjean