QUANTAS PERDAS!

Puxa, mais uma perda querida neste final de julho…

Ariano-Suassuna

Morreu hoje o dramaturgo, romancista e poeta paraibano, ocupante da cadeira 32 da Academia Brasileira de Letras (patrono: Barão de Santo Ângelo), ARIANO VILAR SUASSUNA.

Suas obras mais conhecidas são “AUTO DA COMPADECIDA” e “A PEDRA DO REINO”.

No dia 19/07 foi o grande escritor, psicanalista, educador e teólogo RUBEM ALVES.

Rubem Alves

Termino com um poema de outro membro da ABL que também faleceu este mês, IVAN JUNQUEIRA (03/09/1934-03/07/2014), ensaísta, jornalista, tradutor, poeta e crítico literário.

TRISTEZA

Esta noite eu durmo de tristeza.

(O sono que eu tinha morreu ontem

queimado pelo fogo de meu bem.)

O que há em mim é só tristeza,

uma tristeza úmida, que se infiltra

pelas paredes de meu corpo

e depois fica pingando devagar

como lágrima de olho escondido.

 

(Ali, no canto apagado da sala,

meu sorriso é apenas um brinquedo

que a mãozinha da criança quebrou.)

 

E o resto é mesmo tristeza.

Ivan Junqueira – “Os Mortos”

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *