ANTONIO CARLOS BRASILEIRO DE ALMEIDA JOBIM

Passarim quis pousar, não deu voou e vem navegando o azul do firmamento pra fazer felia a quem se ama.

Chora manso, bem baixinho, que a luz dos olhos meus é um regato, é uma fonte, é um pedaço de pão, coisas que só o coração pode entender!

Fundamental é mesmo o amor! É a coisa mais linda que eu já vi passar!

Doce é sonhar porque eu não posso mais sofrer. Estou morrendo de saudades! A minha felicidade está sonhando por causa de você.

Vai meu coração, ouve a razão. Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim, que no peito dos desafinados outras notas vão entrar.

Na brisa, uma canção fala em você: uma cidade a cantar, a sorrir, a cantar, a pedir. É, só tinha que ser com você, ouve só mais uma vez que o verbo amar não se conjuga sem você.

Não te quero enganar… Por toda minha vida eu vou te amar.

(Composta com trechos de várias canções do Mestre. Todos os direitos reservados à família Jobim. Não tenho nenhum intuito comercial ou de auto-promoção.)

Meu poeta quem dera ter você aqui comemorando seus 90 anos! Vontade de novas composições. Ainda tinha tanto para você escrever! Saudades tantas…

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page

3 comments

  1. Elza Maria says:

    Que texto legal! Gostei mesmo!

  2. Eduardo Spitzer says:

    Saudades dos seus textos!
    Ficou lindo!

  3. Você é muuuuuito suspeito! XOXO

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *