INDIANA JONES

Achei a frase linda!

Meu pai não tem Alzheimer mas lhe falha a memória, faz confusão espaço-temporal, entre outras coisas que a idade e as mini isquemias que teve, mais a medicação cardíaca e sua válvula de hidrocefalia lhe geram.

Sofri muito vendo meu super-herói, meu Indiana Jones de carne e osso (só sem os nazistas), meio perdido, as vezes tendo reações infantis. Outras sendo um pouco agressivo por total infelicidade com a dieta que tem que seguir a risca.

Estou aprendendo agora a não mais brigar, não mais forçar, não mais fazer as coisas que ele não quer. Agora estou aprendendo a cuidar mais sem esperar uma reação racional – que muitas vezes é, mas outras parece um menino.

É isso! Estou aprendendo a amar o menino e a guardar meu pai dentro dele.

E esse menino é lindo! Meu pai-menino, ainda meu eterno Indiana Jones. Meu eterno brincalhão. Meu gigante.

Espera aí que vou ali tascar-lhe um beijo e já volto!

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *