O QUE UM PACIENTE DE CÂNCER PRECISA DA FAMÍLIA E DOS AMIGOS

10/02/2011

Primeiro de tudo, eu sei que você se preocupa com a gente e só quer estar a nossa disposição, e ser solidário com o que estamos passando. Mas, por favor, não nos diga que entende o que estamos sentindo se você nunca teve que passar por cirurgias, quimioterapias e outros tratamentos relacionados ao câncer. Acredite, você não tem idéia do que estamos sentindo!

Eu respeito todas as religiões, e não tento convencer ou impor a ninguém as minhas crenças ou falta delas. Então, peço com delicadeza, não tente impor a sua crença sobre mim neste momento que me sinto frágil, amedrontada e JÁ estou me agarrando no que acredito. Se eu precisar do apoio de um nível espiritual diferente do meu, eu procurarei. Você pode me colocar nas suas orações, seja a religião que for! E por favor, faça, porque eu acredito em você querer o meu bem.

Agora, o que eu não consigo admitir ou entender é que alguém me diga “Deus (não me importa qual) não nos dá um fardo maior do que podemos carregar”. Isso quer dizer que se eu não der conta, Deus tá rindo da minha cara? E as pessoas que morreram por causa de câncer, foi Deus que deu o fardo para a pessoa errada? “Ops, desculpa aí!” É isso?

Nós precisamos de amigos ao nosso redor para nos ajudar em pequenas coisas e para que não nos sintamos sós. Mas precisamos daquele tipo de amigo sem cerimônia, que não precisamos acompanhar até a porta, servir cafezinho, nem que se sinta mal se de repente caímos no sono. Estamos com dificuldades de dormir ao mesmo tempo que cheios de drogas dos mais diversos tipos no corpo, então nunca sabemos nossas reações. Não leve para o lado pessoal, não é você ou a conversa que me entedia, sou eu mesma!

E tem mais, é muito bom poder descansar, ou tirar uma soneca sabendo que temos um amigo zelando por nós! A solidão é nosso pior tormento! É um monstro que está atrás da gente desde que ficamos doentes! 

Também precisamos de pessoas que entendam que se desabamos é porque tudo isso é apavorante, doloroso, e para completar nossos hormônios estão enlouquecidos. Não se preocupe em nos dizer que tudo vai ficar bem, pois nós sabemos disso, acreditamos nisso, senão não estaríamos lutando! Mas as vezes só precisamos de um colo para chorar!

Filmes bobinhos!!! Não importa se é comédia, drama, ação, mas que sejam bobos e com final feliz! Não trás filme que alguém tenha câncer, ok?! Nós temos que olhar para nosso próprio umbigo agora mesmo! O câncer que está na gente é o mais importante no momento! Ah, sim, e tem que ser bobinhos porque não conseguimos nos concentrar muito (efeito da quimioterapia no cérebro!).

Livros divertidos, leves, que prendam, mas pequenos, curtinhos, contos, crônicas. Como disse antes, concentração é algo difícil durante esse tratamento!

Presentinhos especiais? Meias, manta, almofadinhas, tudo bem macio e fofinho, como para bebês! Não nos dê sabonetes, perfuminhos, creminhos pois durante este processo estamos limitados ao uso de produtos que não tenham cheiro ou corantes, e que sejam aprovados por nosso médico! E nem sempre o que alguém usou durante o tratamento vai ser bom para que nós usemos no nosso tratamento!

Pode nos trazer guloseimas também! Nosso sorvete favorito, sucos, milk shakes, bolos, sanduíches… Durante a quimioterapia o mais importante é comer, mesmo que não sejam os alimentos mais saudáveis do mundo. A medicação corta nossa boca e garganta, além de mudar nosso paladar, então nunca sabemos o que e quando vamos conseguir comer. Ou seja, nos dê o que nos desperte o interesse no momento!

É legal também que ninguém fale do “seu câncer”. Não é nosso câncer! Não é meu câncer! Nós não o compramos! Não o escolhemos! Não o colocamos em nosso corpo! O câncer é um alienígena que invadiu nosso corpo!

O mais importante de tudo: não nos indique um cházinho, umas ervas, umas gotas, suplementos, medicina alternativa, chá de folha de graviola, ginseng com chá verde, tomar leite azedo plantando bananeira debaixo da escada numa segunda feira de madrugada!

NÃO PODEMOS UTILIZAR ABSOLUTAMENTE NADA SEM A APROVAÇÃO DO NOSSO MÉDICO!!

E não queremos ter nenhuma dúvida a respeito da equipe que está nos tratando. Acredite que desde o momento em que suspeitamos estar com essa doença, fizemos muitas pesquisas antes de escolher nossos médicos e terapias. E o que não sabemos, muitas vezes é porque não queremos saber!

Mas acima de tudo, o que mais queremos é AMOR e COLO! Companhia, pura e simples. Não queremos ninguém nos poupando do mundo ao redor. Ao contrário do que muita gente pensa, o mundo segue, a vida segue, e quanto mais parecida possamos viver à vida que tínhamos antes, melhor. Tenha certeza que quando precisemos, vamos pedir que você faça por nós o que precisamos.

Se pudermos cozinhar, arrumar a casa, cuidar dos meus, dirigir, sair de compras, faremos! Queremos que nossa vida siga como era antes pois só assim conseguimos acreditar que tudo realmente vai dar certo!

Share on FacebookTweet about this on TwitterPin on PinterestShare on Google+Email this to someonePrint this page